diHITT - Notícias Arolde de Oliveira: Maio 2011

terça-feira, 31 de maio de 2011

Frente evangélica discute hoje kit e projeto contra homofobia

A Frente Parlamentar Evangélica se reúne hoje, às 17h30, para discutir o Projeto de Lei 5003/01, da ex-deputada Iara Bernardi, que criminaliza a homofobia. Aprovada pela Câmara em 2006, a proposta está no Senado, onde recebeu o número 122/06. A frente também vai discutir a decisão do governo federal de cancelar a distribuição nas escolas de um kit contra a homofobia. As bancadas católica e evangélica haviam reivindicado esse cancelamento.
A reunião ocorrerá no Plenário 3. Redação

Dia Mundial sem Tabaco: pouco a comemorar



Hoje é o Dia Mundial sem Tabaco, mas o cigarro segue como um dos produtos mais vendidos no mundo, apesar de ter, em sua composição, mais de 4 mil substâncias tóxicas que podem causar não somente o câncer, mas problemas cardíacos, diabetes e até depressão. A luta contra o cigarro, no Brasil, já produziu frutos, ainda que pequenos.

Já podemos comemorar os resultados de campanhas antitabagistas iniciadas há quase duas décadas. As mortes provocadas pelo cigarro – apesar da fiscalização ainda incipiente em relação ao fumo em lugares parcialmente abertos no Rio – já diminuíram cerca de 20% no país, e continuam caindo. Pesquisa do Ministério da Saúde mostra que, nos últimos cinco anos, o percentual de fumantes baixou de 16,2% para 15,1% da população.

Pesquisa Datafolha feita para a Aliança de Controle do Tabagismo mostra que 75% dos brasileiros aprovam a proibição de aditivos como menta e chocolate em cigarros. A pesquisa foi feita para aferir quais são as melhores medidas para reduzir o consumo de cigarro entre jovens e adolescentes. O aumento de imposto para cigarros teve apoio de 76% dos entrevistados, e o fim da publicidade em bares e outros pontos de venda, de 78%. Os aromas de menta, chocolate e morango são adicionados ao cigarro com um único objetivo, segundo Agenor Álvares, diretor da Anvisa (Agência de Vigilância Sanitária): "Como o tabaco tem um gosto ruim, esses aromas facilitam a iniciação ao cigarro. O aditivo é um truque sujo para conquistar os jovens". A Souza Cruz nega que o alvo sejam os jovens.

A Anvisa faz uma consulta pública sobre o tema, com vistas a proibir os aditivos. O mentol, o mais comum deles, diminui o desconforto da nicotina ao reduzir a irritação na garganta, por conta de seu efeito anestésico. Nos cigarros com teores mais baixos, ele tem uma função adicional: aumenta a potência da nicotina, segundo pesquisas da FDA, agência do governo do EUA que cuida de drogas e tabaco. Redação

segunda-feira, 30 de maio de 2011

Prêmio destaca ONGs mais atuantes

Arolde entrega o prêmio à Viva Cazuza, representada por Manuel Lopes


O Deputado Arolde de Oliveira entregou sexta-feira à noite o Prêmio Responsabilidade Social Carlos Fernando de Carvalho (Categoria Especial ) à Sociedade Viva Cazuza, representada pelo jornalista Manuel Lopes. A Viva Cazuza está completando 20 anos de atividades.

A festa foi realizada no Hotel Windsor Barra, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio.

Manuel Lopes é o presidente da Associação de Imprensa da Barra (AIB), realizadora do evento destinado à homenagear às Organizações do Terceiro Setor que mais se destacaram em ações sociais em 2010.

Vencedores

Instituto Rogério Steinberg; Grupo Solidariedade; Associação de Parentes e Amigos dos Pacientes do Complexo Juliano Moreira (APACOJUM); Casa Ronald Mc Donald’s; Associação Brasileira Terra dos Homens.

Na categoria Destaque Especial: Sociedade Viva Cazuza; Nós do Morro; Hospital Sarah; RIOSOLIDARIO; e Instituto Ressoar. Redação

Comissão da Câmara começa a fiscalizar obras para a Copa do Mundo

A última sexta-feira foi dia de trabalho de campo para a Comissão Externa da Câmara dos Deputados que acompanha todas as ações relacionadas à Copa do Mundo de 2014 e aos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de 2016. Um grupo de sete deputados foi recebido pelo presidente do Comitê Olímpico Brasileiro, Carlos Arthur Nuzman, (à direita, na foto) que apresentou os locais onde serão realizadas as Olimpíadas e detalhou as maiores dificuldades que enfrenta para a realização do grande evento.
O grupo é formado por sete deputados: Marcelo Matos (PDT-RJ), Arolde de Oliveira (DEM-RJ), Liliam Sá (PR-RJ), Filipe Pereira (PSC-RJ), Vitor Paulo (PRB-RJ), Glauber Braga (PSB-RJ) e Alessandro Molon (PT-RJ). Além de fiscalizar a execução de obras, os parlamentares pretendem discutir o legado que os eventos deixarão para o País, que já sediou a Copa de 1950, mas terá o privilégio de receber a primeira edição dos Jogos na América do Sul.
Presidente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) e também do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos Rio 2016, Carlos Nuzman disse que a maior preocupação está nos aeroportos, que não teriam estrutura, por exemplo, para receber os cavalos que participarão das competições de hipismo. Os deputados ouviram tudo com muita atenção e não economizaram nas perguntas. Marcelo Matos, por exemplo, quis saber como seriam as competições no Engenhão, já que o estádio construído para o Pan-Americano tem apresentado problemas com o sol, que incide diretamente dentro do estádio, o que prejudica a visão dos atletas – boa parte dos goleiros, por exemplo, joga de boné nas partidas diurnas. Nuzman explicou que todas essas questões técnicas estão sendo avaliadas e que as competições de atletismo acontecerão no lado onde não incide sol num determinado horário.
Os deputados saíram confiantes do encontro, mas certos de que tudo precisa ser acompanhado com maior cuidado, para preservar o dinheiro dos contribuintes e a imagem internacional do Brasil. Os jogos acontecerão em Deodoro, Maracanã, Barra da Tijuca e Copacabana. Diário de Petrópolis Online/Redação

sábado, 28 de maio de 2011

Consciência profética em risco

Um dos papéis da Igreja na sociedade é ser uma consciência profética capaz de ajudar a cada ser humano (entendido como um indivíduo livre e competente diante de Deus e dos homens, vivendo em uma sociedade pluralista) a discernir valores essenciais que norteiam os relacionamentos em todas as suas dimensões.

É nesse contexto que os batistas – integrantes de uma denominação cristã que, ao longo de toda a sua história, defende a liberdade religiosa, de consciência e de expressão – se manifestam para alertar sobre os perigos que a sociedade brasileira corre diante das novas conjunturas sociais aprovadas pelo Supremo Tribunal Federal (STF) e que estão sendo propaladas por leis que tramitam no Congresso Nacional e por ações promovidas pelo Executivo.

Assim, alertamos para o perigo:

• De construir uma sociedade em que a legalidade pode ser estabelecida pelos interesses políticos e inclinações pessoais, como ocorreu no caso da releitura contraditória feita pelo STF do artigo 226 da Constituição Federal. O artigo diz:

“Art 226 - A família, base da sociedade, tem especial proteção do Estado.
(...)
§3o – Para efeito da proteção do Estado, é reconhecida a união estável entre o homem e a mulher como entidade familiar, devendo a lei facilitar sua conversão em casamento.
§4o – Entende-se, também, como entidade familiar a comunidade formada por qualquer dos pais e seus descendentes.
§5o – Os direitos e deveres referentes à sociedade conjugal são exercidos igualmente pelo homem e pela mulher.

Quando uma casa que tem como principal missão defender a Constituição a rasga, corremos o perigo de viver um Estado jurídico de exceção, ao qual a nação brasileira não deseja retroceder.

• De destruir o conceito de família (que não é só cristão, mas universal e multicultural) para reconstruí-lo sob a égide somente da afetividade e não em toda a dimensão de suas funcionalidades como base da sociedade.
• De criar uma sociedade em que os valores essenciais são relativizados, pois onde tudo é relativo nada sobra para apoiar os alicerces do nosso futuro.
• De viver em uma sociedade que abandona os valores divinos revelados nas Escrituras Sagradas, pois a História, desde os tempos bíblicos, têm demonstrado que sociedades que abandonaram os valores mais elementares implodiram por perderem os seus pilares sustentadores – ainda que tenham sido, em algum momento, grandes potências no contexto universal.

Tais atitudes nada mais são do que a iniqüidade institucionalizada. Assim, conclamamos a sociedade brasileira a continuar mostrando que existem opiniões divergentes. Sem discriminação e com respeito a cada indivíduo, tais manifestações visam a defesa de valores pessoais e sociais, com integridade. Somente quando todos os segmentos da sociedade se expressam é que as forças políticas de nossa nação se sensibilizam para obviedade dos valores essenciais, como no caso recente da decisão de nossa presidente, Dilma Rousseff, ao impedir a distribuição do chamado “kit contra a homofobia ” nas escolas públicas.

Curitiba, 27 de maio de 2011

Pr. Paschoal Piragine Jr.
Presidente da Convenção Batista Brasileira.

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Crise do governo se chama Dilma

Na última semana, a Folha de São Paulo revelou que o ministro Antonio Palocci (Casa Civil) multiplicou por 20 seu patrimônio em quatro anos. Entre 2006 e 2010, passou de R$ 375 mil para cerca de R$ 7,5 milhões.

Para Josias de Souza, blogueiro da Folha.com, apesar de estar no centro do problema, Palocci não dá nome a crise.

Segundo ele, a crise se chama Dilma. Isso porque a imagem de gerente rigorosa da presidente ruiu quando o ex-presidente Lula foi a Brasília assumir as rédeas da crise.

"Dilma ganhou a aparência de pseudo-presidente e levou um arranhão que nenhum oposicionista foi capaz de produzir", diz o jornalista.

E no Editorial do Estadão de ontem, republicado pelo colunista Ricardo Noblat

Passados 144 dias de sua descida da rampa do Palácio do Planalto, Lula assumiu - se não o controle da administração de sua afilhada Dilma Rousseff - a condução política do governo.

A volta foi ostensiva, deliberadamente ostensiva. Não é que até então ele tivesse deixado de influir em decisões da sucessora, a começar da formação da sua equipe, enquanto dizia ora que ex-presidentes não devem dar palpites sobre o que fazem os novos, ora que não lhe estava sendo fácil "desencarnar" da Presidência.

Mas a sua atuação se dava nos bastidores, mediante telefonemas e reuniões discretas. À parte isso, a sua agenda política se concentrava em levar o PT a lançar um nome novo - presumivelmente, o ministro da Educação, Fernando Haddad - para disputar a Prefeitura paulistana no ano que vem.

Anteontem tudo mudou. Diante do desastroso manejo do escândalo que se abateu sobre o titular da Casa Civil, Antonio Palocci, tanto por parte do governo do qual, segundo Lula, ele é "o Pelé", quanto por parte do partido onde o ex-ministro da Fazenda não é propriamente uma unanimidade, o primeiro-companheiro decidiu entrar em campo para comandar o time político.

Almoçou e posou para fotos com ar de comandante-chefe com 12 dos 14 membros da bancada do PT no Senado, os quais exortou a sair em defesa de Palocci de uma vez por todas.

Revelado o fenomenal enriquecimento do ministro entre 2006 e 2010, quando acumulou o mandato de deputado com a atividade dita de consultoria, apenas 3 senadores petistas foram à tribuna se solidarizar com ele.

Lula não ficou nisso. Calejado no ramo do despiste desde a descoberta, em 2004, de que a Casa Civil do seu governo tinha um assessor parlamentar já flagrado cobrando propina, Lula deu duas ordens.

Aos senadores e a tutti quanti, mandou bater na tecla de que o ônus da prova cabe a quem acusa - a imprensa e a oposição -, de que não há prova alguma de que o dublê de consultor e líder informal do governo na Câmara tenha feito fortuna ilicitamente e que, portanto, ele não deve explicações além das que deu à Comissão de Ética da Presidência.

Ao mais íntimo homem de confiança no Planalto, o seu ex-chefe de Gabinete e atual secretário de Dilma, Gilberto Carvalho, Lula mandou desviar o foco do problema, culpando o secretário municipal de Finanças de São Paulo, Mauro Martins Costa, principal aliado do ex-governador tucano José Serra na gestão do prefeito Gilberto Kassab, pela revelação dos ganhos auferidos pela Projeto, a firma de Palocci.

Leia a íntegra do editorial em Lula assume o comando

quarta-feira, 25 de maio de 2011

Parlamentares cristãos derrubam Kit Gay

O Deputado Arolde de Oliveira participou agora pela manhã da reunião dos deputados e senadores das frentes evangélica, católica e cristã com o ministro da Secretaria-Geral da República, Gilberto Carvalho, sobre a produção e a distribuição do kit anti-homofobia, que estava em planejamento no Ministério da Educação.

Após os participantes expressarem suas críticas o governo, segundo Carvalho, "achou que seria prudente não editar esse material que estava sendo preparado no MEC e a presidente Dilma Rousseff decidiu pela supensão desse material, assim como o vídeo que estava sendo preparado por uma ONG".

Arolde de Oliveira participou das duas reuniões, a de ontem à tarde, da Frente Evangélica Parlamentar e a de hoje de manhã, com as lideranças e o ministro da Secretaria-Geral da República Gilberto Carvalho.

Segundo Arolde, o ministro afirmou também que, a partir de agora, todo material sobre costumes "será feito a partir de uma consulta mais ampla à sociedade". Redação

Kit contra Homofobia reúne Frente Parlamentar Evangélica

Arolde dá entrevista sobre reunião
Frente Parlamentar Evangélica debateu PL 122 e Kit contra Homofobia

A Frente Parlamentar Evangélica (FPE) reuniu-se ontem à tarde no Anexo 2 da Câmara dos Deputados para debater o Kit contra Homofobia do Ministério da Educação e o substitutivo ao PL 122/2006 (contra homofobia), do Senador Marcelo Crivella.

O Deputado Arolde de Oliveira participou do encontro que contou com a presença de 100 parlamentares e convidados. Foi presidido pelo Deputado João Campos, líder da Frente.

O Deputado João Campos comunicou aos presentes que o Ministro Fernando Haddad comprometeu-se a apresentar o Kit contra a Homofobia aos deputados e senadores cristãos: uma comissão formada pelos integrantes da FPE (Deputado Arolde de Oliveira) , da Frente Mista em Defesa da Família (Senador Magno Malta) e da Bancada Católica (Deputado Eros Biondini) irá analisá-lo antes mesmo de ser aprovado pelo ministério. Redação

terça-feira, 24 de maio de 2011

PSD quer atrair quadros do município de Niterói para a nova sigla política

Arolde de Oliveira está à frente da sigla no Estado do Rio. Foto: Agência Câmara

Lideranças do partido que ainda está em formação confirmam encontros com políticos da cidade. Legenda corre contra o tempo para se legalizar poucas semanas após se lançar

Em fase de estruturação no País, o PSD no Estado do Rio está sendo comandado pelo deputado federal Arolde de Oliveira e o ex-candidato a vice-presidente na chapa do PSDB, Índio da Costa – ambos egressos do DEM. Por enquanto, segundo Arolde, a fase é de apresentação da proposta do novo partido – lançado há duas semanas num grande ato realizado em São Paulo.

Arolde de Oliveira afirma que, no momento, tem participado de reuniões com inúmeros interessados em conhecer a nova sigla e seus objetivos. A intenção é atrair quadros para montar os diretórios.

“Junto com o ex-deputado federal Índio da Costa, estou com a incumbência de organizar o PSD no estado. Tenho tido encontros e conversado com prefeitos, vereadores e lideranças políticas sem mandato. Nós apresentamos a proposta aos interessados, mas não estamos fazendo filiações. O partido ainda está em fase de criação”, assinalou o parlamentar.

Arolde também revelou ter sido recebido por importante liderança política de Niterói, mas que a pessoa – que ocupa cargo eletivo – só ouviu e não quis revelar se irá ou não para o PSD.

O Fluminense, edição Online

sexta-feira, 20 de maio de 2011

Comissão de Catástrofes Climáticas da Câmara reúne-se na Alerj

Deputado Arolde, da Comissão Especial para Catástrofes Climáticas, com o presidente da CPI da Alerj, Deputado Luis Paulo


A Comissão Especial _ Medidas Preventivas Diante de Catástrofes Climáticas da Câmara dos Deputados foi recebida agora à tarde na Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que trata do assunto.

A CPI é presidida pelo Deputado Luis Paulo Correia da Rocha e a reunião contou com a presença dos relatores das duas comissões, além dos representantes dos órgãos públicos diretamente comprometidos com as conseqüências da catástrofe da Região Serrana.

Em minha opinião, mais de 90% das catástrofes naturais em nosso país são decorrentes ou do excesso ou da falta de chuvas. E isso foi plenamente mapeado na realidade nacional.

O excesso de chuva causa enchente dos rios e canais e afetam a população ribeirinha. Também causam deslizamentos de encostas e enchentes urbanas por excesso de permeabilização do solos. As populações mais afetadas são as mais pobres e socialmente excluídas.

A falta de chuva provoca secas prolongadas com danos materiais para a agricultura e pecuária, causando a migração de populações. E também acarreta a terceira catástrofe: incêndios dos serrados e das florestas.

É importante a consideração desses fatos na prevenção, a partir do mapeamento nacional e com providências de responsabilidade dos órgãos de Defesa Civil das Prefeituras municipais.

Em relação às conseqüências da catástrofe da Região Serrana, o importante nessa fase, a cargo das autoridades públicas (do governo estadual e governos municipais), diz respeito às providências para realocar as populações deslocadas pelas enchentes.

Deputado Arolde de Oliveira

Kit anti-homofobia: Bancada evangélica ameaça ir à Justiça

Após ser pressionado pela Frente Parlamentar Evangélica e admitir que poderia revisar o ‘kit anti-homofobia’, que será distribuído nas escolas públicas, o ministro da Educação, Fernando Haddad, voltou atrás e disse ontem que vai manter o conteúdo dos três vídeos sobre transexualidade, bissexualidade e lesbianismo, que vazaram na Internet. No entanto, estão sendo avaliadas alterações técnicas sobre as quais ele prefere não falar até serem executadas.
Membro da Frente Parlamentar, o deputado federal Arolde de Oliveira (DEM-RJ) disse que os parlamentares contrários ao material vão recorrer à Justiça e até cobrar posição da presidenta Dilma Rousseff para impedir sua distribuição, prevista para o próximo semestre em seis mil escolas do País. Segundo a bancada evangélica, os vídeos estimulam o homossexualismo em vez de combater a homofobia.
“A Frente não vai parar de agir contra esse atentado à moral, aos bons costumes e à família brasileira. Se for preciso, vamos ao Supremo Tribunal Federal. A presidenta precisa tomar alguma medida. Vamos cobrar as promessas que ela fez na campanha às lideranças evangélicas”, afirmou Arolde. Extraído de O Dia Online/Blog InformativoRio

quarta-feira, 18 de maio de 2011

Arolde no "Brasil em Debate" da TV Câmara

Deputados Emiliano José e Arolde de Oliveira( centro) com o jornalista Tarcísio Hollanda (à direita)

Os deputados Arolde de Oliveira e Emiliano José (PT/BA) foram entrevistados pelo jornalista Tarcísio Hollanda sobre aspectos do projeto da Nova Lei Geral de Comunicações, para o programa "Brasil em Debate" da TV Câmara, que irá ao ar na semana que vem.
O "Brasil em Debate" é um programa de entrevistas transmitido às quartas-feiras em diversos horários. Redação

terça-feira, 17 de maio de 2011

Revista gospel entrevista Deputado Arolde de Oliveira sobre projetos de lei para os homossexuais

A revista Cenário Gospel de junho trará uma longa entrevista com o Deputado Arolde de Oliveira sobre as conseqüências legais do convívio permanente entre pessoas do mesmo sexo. Arolde também opina sobre o PL 122 que está no Senado e trata da homofobia.

Cenário Gospel é voltada para o público evangélico e trata de política, sociedade, cultura e conteúdos contemporâneos. Será distribuída nas igrejas, gratuitamente, e na edição de junho, que é a sua segunda, terá tiragem de 50 mil exemplares. Redação

Audiência vai averiguar possível roubo de medicamentos no Rio

A Comissão de Fiscalização Financeira e Controle realiza hoje audiência pública sobre denúncia de desvio de medicamentos na rede pública de saúde do Rio de Janeiro. A audiência será realizada às 14h30, no plenário 11.

Foram convidados:

- os secretários de controle externo do Tribunal de Contas da União Osvaldo Vicente Perrout e Marcelo André Barboza Chaves;
- os coordenadores de Administração e Recursos Humanos do Instituto Nacional de Câncer, André Tadeu Bernardo De Sá e Ivan Perrone, respectivamente;
- o diretor e o coordenador administrativo do Departamento de Gestão Hospitalar do Rio de Janeiro, João Marcelo Ramalho Alves e Luiz Carlos Moreno de Andrade, respectivamente;
- o diretor-geral de Saúde do Rio de Janeiro, Alberto Laves Borges;
- o servidor da Fundação Osvaldo Cruz Oscar Berro, ex-diretor de Gestão Hospitalar do Rio de Janeiro;
- o proprietário da Telemed-Distribuidora de Medicamentos, Willer Andrade Soares Junior; e
- o proprietário da Drogaria Centenário, Willer Andrade Soares.

Os dois últimos foram presos após a denúncia do jornal O Dia Online.

A denúncia foi publicada no dia 14 de fevereiro pelo jornal O Dia Online. Segundo o jornal, centenas de medicamentos, que deveriam ser distribuidos gratuitamente para pacientes com doenças graves em hospitais públicos do estado, foram apreendidos em um apartamento e uma drogaria na Zona Norte do Rio de Janeiro. Os remédios, furtados de hospitais como o Instituto Nacional do Câncer, eram revendidos para médicos e clínicas particulares. Na ocasião, o empresário Willer Andrade Soares e seu filho Willer Andrade Soares Junior foram presos.

O debate foi proposto pelos deputados Nelson Bornier (PMDB-RJ) e Alexandre Santos (PMDB-RJ). Eles argumentam que é preciso, primeiramente, "compreender a situação e as circunstâncias em que ocorreram os fatos expostos pelo jornal", para depois aplicar a legislação com rigor. Os parlamentares lembram que os recursos públicos para a saúde são sempre insuficientes, o que torna ainda mais grave a denúncia de desvio. “Sentimo-nos no dever de cobrar medidas adequadas para esclarecer todas as dúvidas sobre essa denúncia”, acrescentam. Agência Câmara/Redação

segunda-feira, 16 de maio de 2011

MP 521/10, apesar de polêmica, é prioridade para a Copa e Olimpíadas

A pauta do plenário desta semana está trancada por 11 medidas provisórias. Oito delas perderão a validade até 1º de junho. O líder do governo, deputado Cândido Vaccarezza (PT-SP), afirmou que a base aliada vai tentar votar todas elas, mas a prioridade sãos as MPs 517/10, 520/10 e 521/10.

A votação do Código Florestal não deverá ocorrer esta semana, já que o governo quer um acordo efetivo para evitar a inclusão de mudanças não negociadas no plenário. As votações das MPs podem enfrentar obstrução, porque mesmo partidos da base aliada do governo cobram o cumprimento do acordo para votação do novo Código Florestal antes das medidas provisórias.

Obras da Copa
A MP 521/10 é uma das mais polêmicas, pois a relatora, deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ), incluiu emenda que cria um regime especial para a licitação das obras da Copa do Mundo de 2014 e das Olimpíadas de 2016. Foi marcada uma sessão extraordinária na terça-feira (17) exclusivamente para a votação dessa medida provisória.

A oposição é contra a medida incluída na MP, pois teme que ela facilite irregularidades. Já o governo argumenta que todos os países que sediaram os eventos no passado tiveram regras semelhantes para agilizar as construções necessárias.

Outras votações
As outras duas MPs prioritárias são a 517/10, que reduz a zero o Imposto de Renda incidente sobre os rendimentos de títulos privados, se o comprador residir no exterior; e a 520/10, que cria a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) para apoiar os hospitais universitários federais.

Também está marcada sessão do Congresso para quarta-feira (18), às 12 horas. Estão em pauta vetos presidenciais a 144 propostas aprovadas pela Câmara e pelo Senado. Ao todo, estão pendentes de análise mais de mil vetos, e os líderes querem construir um calendário para sua votação. Muitos deles já perderam a validade, como os que tratam de leis orçamentárias de anos anteriores.

sexta-feira, 13 de maio de 2011

Flordelis e família visitam Deputado no Rio

Misael, o filho mais velho, Flordelis e Deputado
Da esquerda em diante: Pr. Anderson, Luciano, Misael, Flordelis e Arolde
Simone, a filha mais velha, ajuda a mãe a administrar o clã

O Deputado Arolde de Oliveira recebeu quinta-feira, à tardinha, a missionária Flordelis, acompanhada do marido, Pr. Anderson do Carmo e dos filhos mais velhos, Misael, 32 anos, e Simone, 31, anos, que nasceu quando a mãe tinha apenas 18 anos. Luciano, assessor e amigo do clã, também estava presente.

Flordelis contou que sua biografia, editada pela Thomas Nelson Brasil há dois meses, já está entre os mais vendidos. Ela é contratada da MK Music que foi responsável pela trilha sonora do filme sobre o trabalho do casal que tem 50 filhos, dos quais, 46 são adotivos, inclusive Misael, que os acompanhou na visita. Redação

Vamos acompanhar a tramitação do PL 122

Após a decisão do Supremo Tribunal Federal considerando legítimos os direitos decorrentes da união estável entre pessoas do mesmo sexo, a comunidade LGTB, no intuito de aproveitar o êxito, procurou acelerar a tramitação do PL 122, Homofobia, no Senado Federal .

A imediata reação das lideranças evangélicas nacionais, reunidas na Frente dos Parlamentares Evangélicos, ágil e bem sucedida, fez com que o dito projeto fosse retirado da pauta conforme constava às “9h – 12/5.”

Precisamos ficar atentos acompanhando todos os movimentos da tramitação para não sermos surpreendidos com uma votação simbólica em dia de baixo quorum como já ocorreu com o mesmo projeto na Câmara dos Deputados.

Deputado Arolde de Oliveira

quarta-feira, 11 de maio de 2011

Médico recebe homenagem 50 anos depois do incêndio no circo de Niterói

A Academia de Medicina do Estado do Rio de Janeiro – ACAMERJ, localizada em Niterói, Região Metropolitana, prestou ontem homenagem ao médico argentino Fortunato Benaim que em 1961 trouxe sua equipe especializada para atender as vitimas da tragédia que foi o incêndio do Gran Circus, naquele município.

O presidente da ACAMERJ, Alcir Chácar, afirmou que a academia estava corrigindo um erro de décadas, pois apesar do especialista ter ajudado centenas de vítimas do incêndio do circo, nunca havia recebido qualquer homenagem oficial por isso.

"Tendo em vista o não reconhecimento oficial deste herói pelas autoridades brasileiras, vislumbramos a oportunidade de prestarmos a merecida e inadiável homenagem neste ano em que o incêndio completa cinco décadas", justificou Alcir Chácar.

O Deputado Arolde de Oliveira fez hoje pronunciamento na Câmara dos Deputados sobre a vinda do professor argentino, hoje com 92 anos, ao Brasil, para a cerimônia da ACAMERJ, resgatando o seu feito, meio século atrás, como único especialista em queimados capaz de tratar de mais de 500 vítimas do incêndio, a maioria crianças. InformativoRio

CCJ aprova projeto que obriga alerta sobre câncer em roupa íntima

Roupas íntimas terão de ser vendidas com etiquetas que alertarão contra câncer de mama, de colo de útero e de próstata. O projeto de lei que prevê a nova regra foi aprovado de forma conclusiva pela CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara dos Deputados nesta quarta-feira. Como o projeto já havia passado pelo Senado, o texto seguirá para a sanção presidencial, caso não haja recursos no prazo de cinco dias.Pela proposta, as cuecas de tamanho adulto terão de trazer uma etiqueta com advertência sobre a importância do exame de câncer de próstata para os homens com mais de 40 anos de idade.

Também será obrigatória a fixação de mensagem em calcinhas no tamanho adulto sobre "a importância do uso de preservativos como forma de prevenção do câncer de colo de útero e da realização periódica, por todas as mulheres com vida sexual ativa, de exames de detecção precoce dessa doença".

Nos sutiãs, a etiqueta deverá alertar sobre a importância do auto-exame dos seios para detecção precoce de câncer de mama, além de informações sobre como fazer o exame. O projeto prevê ainda uma série de punições para as empresas que descumprirem a regra, como apreensão do produto, suspensão da venda ou da fabricação do produto, cancelamento de autorização de funcionamento da empresa e proibição de propaganda. O Ministério da Saúde irá definir como será a aplicação e a fiscalização da nova regra. Após a sanção presidencial, fabricantes e comerciantes terão 180 dias para se adaptar à novidade. Folha Online/Redação

terça-feira, 10 de maio de 2011

Volksbus integrará programa Rio Transporte Sustentável

A tecnologia flex GNV/Diesel para ônibus aprovada pelo Inmetro


O Secretário de Transportes do Rio, Julio Lopes, lançou agora de manhã, no Monumento Nacional aos Mortos da Segunda Guerra Mundial, no Aterro do Flamengo, Glória, Zona Sul do Rio, o modelo do primeiro ônibus dcom tecnologia flex GNV / Diesel, homologado pelo Inmetro. O protótipo Volksbus faz parte do Programa Rio Transporte Sustentável.
O Deputado Arolde de Oliveira, que participou da cerimônia, afirmou que a medida visa prosseguir a política de inovação no transporte público.
"A nova tecnologia é inédita e apresenta grandes vantagens ambientais, reduzindo os fatores de poluição do ar e os custos do combustível, sem comprometer a potência do motor", avaliou Arolde.
De acordo com informações dos fabricantes MAN e Bosch, o veículo poderá rodar com taxa média de 85% a 90% de gás natural veicular. Blog InformativoRio

segunda-feira, 9 de maio de 2011

Búzios visita escritório do Centro do Rio

Deputado Arolde de Oliveira entre o Prefeito de Búzios, à esquerda, e o vereador

O Prefeito de Búzios, Mirinho, acompanhado do vereador Leandro, visitaram nesta manhã, o Deputado Arolde de Oliveira, no escritório do Rio de Janeiro, localizado no Centro da cidade. A visita teve o objetivo de conversar sobre a conjuntura política do Estado do Rio e pedir que Arolde esteja sempre atento às necessidades do município considerado o mais charmoso do litoral fluminense. redação

Gravação de DVD de Fernanda Brum, sucesso no Afroreggae

Vigário Geral cantou e louvou na noite de sábado
A concepção do palco e a iluminação, pontos altos da gravação
Arolde cumprimentou o público
O lindo cenário de Marina de Oliveira


Depois do novo DVD de Fernanda Brum, a comunidade de Vigário Geral, zona norte do Rio de Janeiro (RJ), não será mais a mesma. "Glória in Rio", quarto DVD da cantora pela MK Music, foi gravado no local, numa noite de muita adoração, salvação, desagravo e glória de Deus. Para que o projeto se tornasse possível, a praça Tropicalismo, no Centro Cultural Waly Salomão (Afroreggae), foi transformada: ganhou um colorido especial com o cenário produzido pela MK Music especificamente para a ocasião.
Com entrada gratuita, milhares de pessoas foram até Vigário Geral para conferir de perto essa superprodução, dirigida por Marina de Oliveira, que orientou o público antes do início do evento: “Nós fizemos o nosso melhor, e temos certeza de que tudo será para a glória do pai”. Ela acrescentou que o projeto desfiador foi uma das mais prazerosas.
Marina e o Deputado Federal Arolde de Oliveira, foram chamados ao palco por Johayane Hildefonso e Washington Rimas (Feijão), coordenadores do Afroreggae, que agradeceram a presença da MK Music e a escolha do local para a realização da gravação. O deputado Arolde deu as boas vindas a todos em nome da MK e da 93 FM. “A grande audiência da 93 FM está nas comunidades, que precisam ser prestigiadas. Foi uma experiência muito interessante, e nós somos muito gratos a Deus e a todos que abriram as portas para que tudo acontecesse”, afirmou. Redação

sexta-feira, 6 de maio de 2011

Um encontro de amigos

O radialista José Messias almoçou hoje com o Deputado Arolde de Oliveira num restaurante no Centro do Rio, próximo ao escritório. Depois da refeição, os amigos conversaram e tomaram chá no gabinete carioca. Messias continua a integrar o júri do Programa Raul Gil (SBT, 14:15).

Homenagem dos Batistas Fluminenses

Pr. Eber Silva (CBF), Deputado Arolde de Oliveira e Presidente da CBB, Pr. Piragine
Pr. Neemias Lima lendo o texto da homenagem dos batistas fluminenses

Desde segunda-feira (2 de maio) até hoje (6) o Congresso de Pastores 2011 do Rio de Janeiro se realiza no Acampamento Batista, em Rio Bonito, no Estado do Rio. O tema do encontro é: “Os Grandes Propósitos de Deus em Cristo”.

Organizado pela Ordem dos Pastores Batistas do Brasil (OPBB), o evento reúne mais de 620 pastores da Convenção Batista Fluminense (CBF).

O Deputado Arolde de Oliveira foi homenageado com uma placa com palavras de gratidão pela sua cooperação aos batistas fluminenses. Recebeu a homenagem do presidente da Convenção Batista Fluminense, Pr. Eber Silva, da Primeira de Campos, e do Pr. Neemias Lima.

Entre os preletores, estão o Diretor Executivo da Junta de Missões Mundiais, Pr. João Marcos Barreto Soares, e o Diretor Executivo da Convenção Batista Brasileira (CBB), Pr. Sócrates Oliveira.

Os momentos de reflexão bíblica foram dirigidos pelo Presidente da convenção, Pr. Paschoal Piragine Júnior, que também é pastor da Primeira Igreja Batista de Curitiba, Paraná. Redação

Mensagem às Mães

Câmara aprova plebiscito sobre criação dos estados de Tapajós e Carajás

O Plenário aprovou nesta quinta-feira dois projetos de decreto legislativo que autorizam a convocação e a realização de plebiscitos sobre a divisão do Pará e a criação de dois novos estados: Tapajós e Carajás (veja ilustração ao lado). Os textos aprovados determinam que as consultas públicas deverão ocorrer dentro do prazo de seis meses após a publicação dos decretos autorizativos.

A primeira proposta (PDC 731/00), que trata do plebiscito para a criação do estado de Tapajós, deverá retornar ao Senado por ter sido alterada na Câmara. O texto aprovado é o substitutivo da Comissão da Amazônia, Integração Nacional e de Desenvolvimento Regional, apresentado pelo relator, deputado licenciado Asdrubal Bentes (PMDB-PA).

Em plenário, a matéria foi relatada pelo deputado Wandenkolk Gonçalves (PSDB-PA). Segundo o parecer, a proposta precisou ser modificada para incorporar vários municípios criados ao longo do tempo em que a proposta tramitou no Congresso. Houve ainda alterações para tornar mais claros os procedimentos a serem adotados caso o plebiscito seja aprovado pela população.

O texto aprovado determina que no prazo de dois meses, contado da proclamação do resultado do plebiscito e se este for favorável à criação do novo estado do Tapajós, a Assembleia Legislativa do Pará deverá se manifestar sobre a medida, devendo dar conhecimento da decisão ao Congresso Nacional em três dias úteis.

O estado de Tapajós, se aprovado, terá 27 municípios e corresponderá a 58% do atual território paraense, na região oeste.

Carajás
A segunda proposta aprovada (PDC 2300/09), que prevê a realização de plebiscito para a criação do estado de Carajás, não foi alterada na Câmara e segue para a promulgação. Em plenário, a matéria foi relatada pelo deputado João Campos (PSDB-GO).

Caso seja aprovado, o novo estado de Carajás terá 39 municípios e ocupará uma área equivalente a cerca de 25% das regiões Sul e Sudeste do território atual do Pará.

Segundo a Constituição, os estados podem incorporar-se, subdividir-se ou desmembrar-se para se anexarem a outros ou formar novos estados ou territórios federais mediante aprovação da população diretamente interessada, por meio de plebiscito, e do Congresso Nacional, por lei complementar. Agência Câmara/Redação

quinta-feira, 5 de maio de 2011

Privatizar aeroportos, priorizar a gestão


O programa "Jogo Rápido", da Rádio Câmara, entrevistou ontem o Deputado Arolde de Oliveira sobre a privatização dos principais aeroportos brasileiros com vistas de atender os prazos para a demanda da Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016.
Arolde afirmou que o Governo demonstrou priorizar a gestão e deixar em segundo plano a questão político-ideológica.
"A privatização é o caminho mais ágil para resolver os problemas dos aeroportos de Cumbica e Viracopos (em São Paulo), do Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Brasília, pois não enfrenta trâmites da burocracia, gera boa gestão além de desonerar os cofres públicos", acrescentou. As demandas desses terminais serão crescentes a partir de agora.
A seu ver, a situação aeroportuária caminhava para o colapso, com episódios de apagão e comprometimento de vidas, com graves problemas operacionais. Ele também espera que a medida do Governo, cuja regulamentação se dará nos próximos 60 dias, abra caminho para a privatização da Infraero. "A fonte de recursos gerada pelos grandes terminais poderão ser aplicadas nos de pequeno porte, onde não há retorno", explicou. Redação

PSD vai controlar máquina de R$ 60 bilhões

O PSD, partido a ser fundado pelo prefeito paulistano Gilberto Kassab, ainda não tem um viés ideológico definido, mas nasce com vocação governista e com alto poder de fogo na eleição municipal de 2012: terá sob seu domínio máquinas públicas em Estados e prefeituras com orçamentos acima de R$ 60 bilhões.

O poder das estruturas locais será decisivo na eleição. Na capital, Kassab administra um orçamento de R$ 31,7 bilhões. Os governadores Omar Aziz (AM) e Raimundo Colombo (SC), que anunciaram o ingresso na legenda de Kassab, comandam, respectivamente, recursos de R$ 10,4 bilhões e R$ 17,9 bilhões.

Com o registro em cartório marcado para a próxima semana, o PSD surgirá no cenário político nacional com, pelo menos, cinco vice-governadores. Além de Kassab, outro prefeito de capital deve fechar com a legenda, o de Maceió, Cícero Almeida (PP).

Na Câmara, são 41 deputados federais comprometidos a entrar na sigla, número que pode chegar a até 45. Entre eles, o Deputado Arolde de Oliveira, do Rio de Janeiro.

No Senado, dois parlamentares anunciaram o ingresso na legenda, número que pode chegar a seis - entre os que estão no radar do PSD, os senadores Jayme Campos (DEM-MT) e Ciro Nogueira (PP-PI).

A estratégia inicial da cúpula do partido, desenhada por Kassab, é fortalecer o PSD politicamente, para depois poder viabilizá-lo juridicamente. O pedido de registro no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), último passo para criação oficial da sigla, quando forem coletadas as quase 500 mil assinaturas, deve ser feito apenas no fim de junho.

(Trechos de notícia do jornal O Estado de São Paulo)

Biografia de Flordelis na lista dos best-sellers

A missionária Flordelis e parte da sua prole
A biografia da missionária Flordelis, lançada há dois meses pela Thomas Nelson Brasil já ocupa o segundo lugar de vendas da editora. E deve "bombar" como presente para o Dia das Mães.
Flordelis é contratada da MK Music e recebeu o casal Arolde e Yvelise de Oliveira na noite de au
tógrafos. Coube à gravadora gospel a trilha sonora do filme sobre a obra da missionária que é casada com o Pr. Anderson do Carmo.
A obra mostra, de maneira envolvente, as batalhas que a autora teve de enfrentar para conquistar a guarda e confiança de seus 50 filhos, desde a adoção da primeira criança até a mais recente, passando ainda pelo nascimento de seus quatro filhos biológicos. Conta como ela mulher enfrentou a pobreza, a violência e o preconceito para dar uma nova vida e o amor de uma verdadeira mãe a dezenas de crianças.
Redação



quarta-feira, 4 de maio de 2011

Dedução no IR por despesa com idoso pode ser aprovada

A Comissão de Seguridade Social e Família aprovou nesta quarta-feira o Projeto de Lei 5988/09 que inclui as despesas do contribuinte com dependentes idosos entre as passíveis de dedução do Imposto de Renda. Conforme a proposta, o benefício é válido para o contribuinte que abrigar pessoa idosa (com mais de 60 anos) que não tenha rendimentos superiores ao limite mensal de isenção (R$ 1.873,94, para o ano-calendário 2010). O projeto tramita em caráter conclusivo e será ainda analisado pelas comissões de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

O relator da proposta, deputado Lael Varella (DEM-MG), votou pela aprovação por considerar justo estabelecer estímulos fiscais a quem acolhe o idoso e supre suas necessidades, sobretudo em razão dos gastos envolvidos. A proposta altera a Lei do Imposto de Renda (9.250/95), que atualmente considera dependentes para efeito de dedução:
- o cônjuge;
- o companheiro ou a companheira, desde que haja vida em comum por mais de cinco anos, ou menos se há filho;
- filho ou enteado, até 21 anos, ou de qualquer idade se for incapacitado física ou mentalmente para o trabalho;
- o menor pobre, até 21 anos, que o contribuinte crie e eduque e do qual detenha a guarda judicial;
- o irmão, o neto ou o bisneto, sem arrimo dos pais, até 21 anos, desde que o contribuinte detenha a guarda judicial, ou de qualquer idade quando incapacitado física ou mentalmente para o trabalho;
- os pais, os avós ou os bisavós, desde que não tenham rendimentos superiores ao limite de isenção mensal;
- o absolutamente incapaz, do qual o contribuinte seja tutor ou curador. Agência Câmara/Redação

Vilar dos Teles recebe o culto de maio da 93 FM

Pr. Ely de Souza, Pr. Marcus Gregório e Deputado Arolde de Oliveira
Deputado Arolde de Oliveira e Pr. Ely de Souza

Vilar dos Teles, distrito de São João de Meriti, na Baixada Fluminense, foi a sede do culto de maio da rádio 93 FM, ontem à noite, na Igreja Batista Nova Filadélfia. O Pr. Marcus Gregório, do Ministério Apascentar de Nova Iguaçu, foi o mensageiro da noite, com o texto do livro de Gênesis, o primeiro da Bíblia. Ele foi recebido pelo colega, Ely Alves de Souza, da casa.

O Deputado Arolde de Oliveira agradeceu a presença de todos e fez uma saudação, dizendo o quanto estava feliz pela oportunidade de mais uma vez cultuar Deus. A MK trouxe para o louvor Jill Viegas, Beatriz e Kleber Lucas. Redação

terça-feira, 3 de maio de 2011

Audiência pública sobre telefonia celular será aberta ao internauta

A Comissão de Defesa do Consumidor realiza audiência pública amanhã, 4, às 14h30 para ouvir Procons e empresas telefônicas sobre os serviços pós-venda de celulares. Segundo informações do Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor do Ministério da Justiça, a telefonia celula é o setor com maior número de reclamações.

Em uma parceria da comissão com a Agência Câmara, os internautas poderão enviar antecipadamente perguntas para os convidados pelo e-mail pergunte@camara.gov.br. Os questionamentos serão feitos por intermédio dos deputados que participarão do debate. A audiência será transmitida ao vivo pela Agência Câmara.

Foram convidados: a diretora do Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC) do Ministério da Justiça, Juliana Pereira da Silva; o presidente do Procon/ES e coordenador do Fórum Nacional dos Procons, Antônio Caldas Brito; o diretor executivo do Procon/SP, Paulo Arthur Lencioni Góes; o presidente da Nokia do Brasil, Almir Narcizo; o vice-presidente de Novos Negócios na América Latina da Samsung, Benjamin Sicsu; o presidente da Sony Ericsson do Brasil, Carlos Magnus Anseklev; o presidente da Motorola, Sergio Buniac; e o diretor de Relações Institucionais da LG, Dilson Suplicy Funaro. Agência Câmara/Redação


segunda-feira, 2 de maio de 2011

Instituto Ana Gonzaga antecipa “Festa do Trabalhador”

A cantora Cristina Mel alertou contra a pedofilia
Comemoração para ajudar o trabalho social que existe há 79 anos
Cinco mil pessoas foram à Festa do Trabalhor, antecipada para sábado, 30

Deputado Arolde de Oliveira elogiou o trabalho social da Igreja Metodista

O Deputado Federal Arolde de Oliveira participou ao lado de cinco mil pessoas da “Festa do Trabalhador”, evento beneficente do Instituto Ana Gonzaga, da Igreja Metodista, em Inhoaíba, Campo Grande, zona oeste do Rio. A comemoração foi antecipada para o sábado, 30 de abril. Arolde de Oliveira considera a iniciativa importante, do ponto de vista social. O Ana Gonzaga atende, há 79 anos, a comunidade carente.
A festa conta com a participação da MK e da Rádio 93 FM. Cantores da gravadora também participaram. Redação