diHITT - Notícias Arolde de Oliveira: Outubro 2009

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Beto da Saúde solicita emendas para São Francisco de Itabapoana

Secretário Josenilton, Assessor Paulo Cesar Vieira, Prefeito Beto da Saúde, Assessor Pr. Jônatas e Subsecretário Pr. Fernando


O Prefeito de São Franscisco de Itabapoana, no Norte Fluminense, Beto da Saúde (PMDB) visitou o escritório do Deputado Federal Arolde de Oliveira, no Centro do Rio de Janeiro, e conversou com os assessores do parlamentar, Paulo Cesar Vieira e Jônatas Farizel. Arolde de Oliveira estava em Brasília, na Câmara dos Deputados.
Beto da Saúde, acompanhado dos secretários Josenilon Azevedo (Fazenda) e Fernando Crespo (Subsecretário de Planejamento), solicitou que o município seja incluído nas emendas para 2010 de Arolde de Oliveira.

Arolde de Oliveira: Olimpíada e o transporte


Projetos ligados aos Jogos trarão avanço para a mobilidade urbana
Deputado federal (DEM-RJ)

Rio - A candidatura do Rio de Janeiro à Olimpíada de 2016, ao mostrar-se factível e capaz de deixar um legado para a cidade, abriu perspectiva épica de recuperação de sua infraestrutura. Os compromissos assumidos beneficiarão também os eventos esportivos que virão, como os Jogos Militares de 2011 e a Copa do Mundo de 2014.
O corredor de ônibus T-5, ligando a Barra da Tijuca à Penha, é um moderno sistema de transporte rápido por ônibus (BRT, na sigla em inglês), com 28km de extensão, 32 estações e capacidade para 350 mil passageiros/dia. Tem como característica interceptar outros sistemas, permitindo integração com eles. O projeto encontra-se detalhado e já pode ser licitado para conclusão em três anos.
A linha C, via expressa ligando a Barra a Deodoro, inclui espaço segregado para um corredor de ônibus com 14km de extensão e capacidade para mais de 200 mil passageiros/dia.
Com características semelhantes às do T-5, pode ser licitada em curto prazo para conclusão em três anos. Os dois projetos trarão benefícios para a região de maior crescimento da cidade.
A ligação Barra da Tijuca-Zona Sul foi idealizada como BRT no lugar da Linha 4 do Metrô devido a menores custos e prazo de implantação. O governador Sérgio Cabral tem sido contundente ao dizer que construirá a Linha 4. A população da orla o apoia nessa empreitada com esperança de que assim seja. A execução desses projetos, complementada com medidas de operação do trânsito, garantirá acessibilidade à Barra, núcleo central da Olimpíada, e um inquestionável aumento da mobilidade da população em toda a cidade. (O Dia/Opinião, pág. 18 e O Dia Online)

terça-feira, 27 de outubro de 2009

CCJ vota amanhã diploma para jornalistas

O projeto que restabelece a obrigatoriedade do diploma de bacharel para o exercício da profissão de jornalista será votado na Comissão de Constituição e Justiça nesta quarta-feira. O parecer do relator, deputado Maurício Rands (PT-PE), é favorável à constitucionalidade da matéria. O Deputado Arolde de Oliveira que é membro da CCJ apoiou o projeto desde o início, tendo recebido no escritório do Centro, no Rio de Janeiro, representantes dos sindicatos da categoria, estadual e municipal, e também da Federação Nacional (FENARJ)
A PEC 386/09 não ofende as cláusulas invioláveis da Constituição: forma federativa do Estado, voto direto, secreto, universal e periódico, a separação dos Poderes e os direitos e garantias individuais. Em junho, o Supremo Tribunal Federal acabou com a obrigatoriedade do diploma para o exercício da profissão. O único voto do STF que decidiu pela manutenção do diploma foi o do ministro Marco Aurélio. "O jornalista deve ter uma formação básica, que viabiliza a atividade profissional, que repercute na vida dos cidadãos em geral", disse o ministro. "Tendo o profissional nível superior estará mais habilitado à prestação de serviços profícuos à sociedade brasileira". (Redação)

FENASP convida para Encontro Nacional em Brasília

Arolde recebeu presidente regional da FENASP, Irvanio dos Santos e o diretor da entidade João Theodoro


Para convidar o Deputado Arolde de Oliveira para o Encontro Nacional da FENASP _ Fórum Evangélico Nacional de Ação Social _ em Brasília, estiveram ontem no escritório do Centro do Rio, o presidentre regional da entidade, Irvanio dos Santos e o diretor José Theodoro.
As reuniões serão realizadas na Câmara dos Deputados, em 11 e 12 de novembro próximo, e terão como tema a luta contra a pedofilia, as eleições 2010, a instituição do crime de homofobia, defesa dos valores da família, entre outros.
Para Arolde de Oliveira, a visita também teve o objetivo de estudar parcerias já que a FENASP encontra-se em expansão.(Redação)

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Eleições e pré-sal no "Jogo do Poder", CNT



O jornalista Ricardo Bruno entrevistou os deputados Arolde de Oliveira (à direita) e Eduardo Cunha (à esquerda)

O programa “Jogo do Poder”, na CNT, aos domingos, às 23:00 h, contou ontem com a participação do Deputado Arolde de Oliveira (DEM - RJ) que respondeu às perguntas do jornalista Ricardo Bruno sobre pré-sal, eleições de 2010 e conjuntura política. O Deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) também esteve presente. (Redação)

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Arolde no Twitter

"Registrei da Tribuna da Câmara dos Deputados, Manifesto Pela Família Tradicional, proclamado em São Gonçalo RJ" foi o tweet do Deputado Arolde de Oliveira sobre o seu pronunciamento de hoje sobre o manifesto.

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Manifesto pela Família Tradicional convoca para caminhada em São Gonçalo, 28/11

Deputado, Prefeita Aparecida, Bispo de Niterói e o Presidente da OAB-SG Luiz Alberto
A Deputada Estadual Beatriz Santos está à esquerda do Deputado Federal Arolde de Oliveira

Por iniciativa do Desembargador Fabio Dutra (acima, na foto) foi lançado ontem, na OAB São Gonçalo, Região Metropolitana, o “Manifesto pela Família Tradicional”, com a participação do Deputado Federal Arolde de Oliveira, Prefeita Aparecida Panisset, Bispo de Niterói, D. Roberto, o Presidente da OAB-SG, Luiz Alberto, Deputada Beatriz Santos, Secretário Desenvolvimento Social, Adolfo Konder, entre outros. O movimento fará a Caminhada pela Família, dia 28 de novembro, no Centro de São Gonçalo, com representantes de diversos segmentos sociais.
O Deputado Arolde de Oliveira declarou, na solenidade de ontem, que a bandeira não é evangélica ou católica, mas em defesa da família enquanto instituição.
A seguir, o texto do pronunciamento de Arolde de Oliveira à Câmara, quarta-feira, 21.

Pronunciamento do Deputado Federal AROLDE DE OLIVEIRA em 21/10/2009

MANIFESTO PELA FAMÍLIA TRADICIONAL

No dia 19 do corrente a sociedade civil de São Gonçalo-RJ reuniu-se na sede da OAB do Município, sob a Coordenação Geral do Desembargador FÁBIO DUTRA – TJ/RJ, para proclamar o seguinte MANIFESTO PELA FAMÍLIA TRADICIONAL: “Família é uma instituição formada por Deus e por Ele protegida desde a antiguidade. Assim pensam aqueles que nele acreditam, devendo ser preservada estimulada a sua permanência na forma primitivamente concebida.

No decorrer dos séculos, muitas forças tem se levantado contra esse núcleo social, procurando desestabilizá-la, fragmentá-la e alterar a sua composição. Mas, seus defensores tem trabalhado para deter a influência perniciosa daqueles que querem destruir os valores da família tradicional. A pós-modernidade materialista e hedonista busca o fácil em detrimento do sólido; simples incompreensões relacionais tem desfeito matrimônios, em prejuízo dos filhos; a violência tem ceifado vidas e causado prejuízos irreparáveis; o aborto voluntário tem privado da vida um grande número de pessoas... Esses e diversos outros motivos contribuem para que muitos sejam levados ao sofrimento quando as famílias perdem sua estrutura.

Preocupados com a gravidade da situação, inclusive com as modernas formas alternativas de composição familiar, ameaçando de desagregação esse corpo social, representantes de diversos segmentos da sociedade gonçalense resolveram promover, no dia 28 de novembro de 2009, no Centro de São Gonçalo, um CAMINHADA PELA FAMÍLIA, convidando todos à reflexão e à busca de mecanismos que impeçam os ataques de grupos que pregam a sua obsolescência.

Assim, manifestam, neste ato inter-religioso, não confessional e não político partidário, a profissão de fé nos valores tradicionais da família, conclamando todos à ampla discussão do modo de reagir e à adoção de práticas que efetivamente conduzam a sociedade a uma felicidade autêntica e duradoura”.

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Vereador mais votado de Niterói visita Arolde


O mais votado vereador de Niterói Felipe Peixoto (PDT) (à esquerda na foto) , com 8.206 votos, visitou o Deputado Arolde de Oliveira, em seu escritório no Rio. Para apresentá-lo, um amigo em comum, o Secretário municipal Pedro Castilho (Regional do Centro) (à direita).
Arolde informou que destinou ao município uma emenda para cultura no valor de R$ 400 mil, que está sendo analisada pela Prefeitura.
Arolde de Oliveira que é Cidadão Niteroiense disse que Felipe é um jovem talento da política, inato, já que aos nove anos chefiou o comitê mirim do então candidato a deputado César Maia. (Redação)

Uma reflexão: "Rio 2016"

O texto 'Rio 2016" do Deputado Arolde de Oliveira foi tema do Informativo Parlamentar do DEM, de 14 de outubro passado.

Enquanto o Presidente Lula constatava e registrava que o Brasil “ganhou sua cidadania internacional” com a vitória em Copenhague, podemos afirmar que, simultaneamente, o Rio de Janeiro carimbava seu passaporte de entrada no Século XXI, com a decisão histórica de sediar os Jogos Olímpicos de 2016.

Após meio século de contínuo esvaziamento, iniciado com a perda da condição de Capital da República, depois com a anulação da identidade geopolítica pela fusão dos estados da Guanabara e Rio de Janeiro, o povo carioca tem a oportunidade épica de se recuperar em sete anos.

Todos os vetores da etapa vencida da candidatura apontam para uma empreitada, que será também vitoriosa, na realização dos programas e projetos apresentados no Caderno de Encargos de realização dos JOGOS OLÍMPICOS DE 2016.

O Brasil aprendeu e soube tirar proveito das três tentativas anteriores, Brasília, uma vez, e, Rio de Janeiro, duas vezes, para se apresentar, agora turbinado por uma excelente realização dos JOGOS PANAMERICANOS DE 2007, com um projeto à altura das expectativas da comunidade olímpica e do Comitê Olímpico Internacional _ COI.

Essa etapa foi realizada com extrema competência técnica pelas equipes e consultores do Comitê Olímpico Brasileiro _ COB, tendo à frente o Dr. Carlos Nuzman, o maestro que, com sabedoria ímpar, unificou o propósito das Confederações das modalidades esportivas olímpicas e articulou o entendimento político nas instâncias nacionais e internacionais. Esse fator importante, e absolutamente necessário, não seria suficiente se a ele não se tivesse somado a vontade política dos três níveis de Governo que, em uníssono, mantiveram o compromisso apaixonado pela realização da Olimpíada no Rio de Janeiro, além de darem a garantia da liberação dos recursos para os investimentos demandados.

Competência técnica e vontade política colocam o Brasil num novo e merecido patamar de percepção pela comunidade internacional.

Como Deputado Federal, sete vezes eleito consecutivamente pelo Estado do Rio de Janeiro, devo, por dever de justiça, reconhecer o mérito e agradecer ao Presidente Lula, ao Governador Sérgio Cabral, ao Prefeito Eduardo Paes e ao Presidente do COB, Carlos Nuzman por esta SENA acumulada em 50 anos, de 25 bilhões, que os cariocas acabam de ganhar.

Como Secretário de Transportes da Cidade Maravilhosa, na gestão do Prefeito Cesar Maia, tive o privilégio de coordenar a elaboração dos principais projetos viários e de transportes incluídos no Caderno de Encargos e estaremos juntos, apoiando e cobrando, para que recebamos o premio nesses próximos sete anos.

O Rio de Janeiro, acima da transitoriedade das disputas políticas, está muito feliz e agradecido com a perspectiva concreta de entrar no Século XXI. (Deputado Federal Arolde de Oliveira)


Dia Mundial da Alimentação

O Dia Mundial da Alimentação é celebrado no dia 16 de outubro de cada ano para comemorar a criação em 1945 da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação (FAO). O objetivo do Dia Mundial da Alimentação é conscientizar o conjunto da humanidade sobre a difícil situação que enfrentam as pessoas que passam fome e estão desnutridas, e promover em todo o mundo a participação da população na luta contra a fome. Todos os anos, mais de 150 países celebram este evento. Nos Estados Unidos, 450 organizações voluntárias nacionais e privadas patrocinam o Dia Mundial da Alimentação e em quase todas as comunidades existem grupos locais que participam ativamente. Durante o Dia Mundial da Alimentação, celebrado pela primeira vez em 1981, ressalta-se cada ano um tema em que se focalizam todas as atividades.

(Fonte: Feeding Minds)

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Senado deve aprovar na 4ª-feira projeto do Deputado Arolde de Oliveira pelos deficientes auditivos

Na pauta da próxima quarta-feira, 14, da Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática (CCT) do Senado, o PLC 78/09 do deputado Arolde de Oliveira, que determina aos fabricantes de aparelhos receptores de rádio e de televisão a produção de, pelo menos, 30 por cento dos equipamentos com saída de áudio compatível com fones de ouvido e ajuste independente de volume. A proposta já recebeu voto favorável do relator, senador Wellington Salgado (PMDB-MG) e deverá ser aprovada na quarta-feira. Daí, seguirá para Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH), em que se concluirá o exame. (Agência Senado)

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Senado aprova acordo Brasil-Vaticano

Sen José Agripino DEM-RN,Sen Fernando Collor PTB-AL, Sen Kátia Abreu DEM-TO


Acordo do Brasil com a Santa Sé vai à promulgação

O Plenário do Senado aprovou nesta quarta-feira (7) acordo entre o Brasil e a Santa Sé (Projeto de Decreto Legislativo 716/09). A matéria, que recebeu parecer favorável da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE), trata do estatuto jurídico da Igreja Católica no Brasil, assinado em novembro de 2008 na cidade do Vaticano. Aprovada em votação simbólica, a matéria vai à promulgação.

O relator da matéria na comissão, senador Fernando Collor (PTB-AL), relacionou em Plenário os principais pontos do acordo. Ele assinalou que o documento "reafirma a personalidade jurídica da Igreja Católica e de suas instituições", citando, entre outros, a conferência episcopal, as dioceses, as paróquias e os institutos religiosos; "reconhece às instituições assistenciais religiosas igual tratamento tributário e previdenciário fruído por entidades civis congêneres"; "estabelece colaboração da Igreja com o Estado na tutela do patrimônio cultural do país"; e "reafirma o compromisso da Igreja com a assistência religiosa a pessoas que a requeiram, no âmbito familiar, em hospitais ou presídios".

O relator acrescentou ainda que a proposta "cuida do ensino religioso católico em instituições públicas de ensino fundamental e também assegura o ensino de outras confissões religiosas nesses estabelecimentos"; "confirma a atribuição de efeitos civis ao casamento religioso"; e "estabelece o princípio do respeito ao espaço religioso nos instrumentos de planejamento urbano", entre outros.

Fernando Collor enfatizou que o acordo não pretende embaraçar ou prejudicar o funcionamento de qualquer outra denominação religiosa no país. Também afirmou que o acordo não impõe restrição ao ensino de outras religiões, mas, pelo contrário, cria a obrigação de o Estado proteger as demais religiões, assegurando a todas o mesmo direito de acesso aos fiéis em fase escolar. O relator ainda assinalou que o documento é um acordo entre estados, assim como outros firmados pela Santa Sé com nações cuja religião oficial é distinta da católica, como Marrocos, celebrado em 1984; Israel, em 1993; Tunísia, em 1997; e Cazaquistão, em 1998.

O presidente da CRE, senador Eduardo Azeredo (PSDB-MG), salientou que o acordo foi assinado entre duas nações e, por isso, foi votado na comissão que preside. Lembrou que há outro projeto, que trata da liberdade de culto, liberdade de ensino religioso e de isenção tributária para instituições religiosas, que está sendo votado na Comissão de Educação, Esporte e Cultura (CE).

O líder do PSDB, senador Arthur Virgílio (AM), foi à tribuna defender a aprovação da matéria. Leu um extenso discurso pormenorizando historicamente as origens do Estado do Vaticano e disse que o acordo em questão respeita integralmente o inciso I do artigo 19 da Constituição federal, que veda à União, aos estados, ao Distrito Federal e aos municípios "estabelecer cultos religiosos ou igrejas, subvencioná-los, embaraçar-lhes o funcionamento ou manter com eles ou seus representantes relações de dependência ou aliança, ressalvada, na forma da lei, a colaboração de interesse público".

O senador Tião Viana (PT-AC) afirmou que a aprovação da matéria é mais um passo para delimitar as fronteiras entre as religiões brasileiras e o Estado. Afirmou que votava com tranquilidade, pois o acordo "significa uma abertura de oportunidade para as demais Igrejas Evangélicas também acorrerem nos seus interesses para estabelecer o amadurecimento das relações que digam exatamente os horizontes legais que têm que ser tratados nas questões de Estado".

O senador Marco Maciel (DEM-PE) citou trecho lido pelo relator segundo o qual a Santa Sé se relaciona diplomaticamente com mais de 170 países, quase a totalidade de países com representação na Organização das Nações Unidas (ONU), que segundo ele chega a 182.

O líder do DEM, senador José Agripino (RN), lembrou que o acordo gerou uma polêmica como se fosse um acordo religioso, quando na verdade se trata de um entendimento entre Estados e lembrou que vários países, a exemplo do Brasil, têm embaixada no Vaticano.

O senador Eduardo Suplicy (PT-SP) disse compreender "as manifestações dos representantes das demais religiões no Brasil, que querem que um direito semelhante seja assegurado a todas as denominações, a todos os credos". O senador Neuto de Conto (PMDB-SC) parabenizou o relator pela condução da matéria. O senador Marconi Perillo (PSDB-GO) afirmou que a proposta assegura a liberdade religiosa e dá um tratamento equitativo a todas as religiões. O líder do PT, senador Aloizio Mercadante (SP), afirmou que a proposta "em nada agride o caráter republicano e laico do Estado brasileiro".
José Paulo Tupynambá / Agência Senado


quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Rio 2016, o passaporte para o Século XXI


Pronunciamento do Deputado arolde de Oliveira nesta tarde, 7, na Câmara dos Deputados

Enquanto o Presidente Lula constatava e registrava que o Brasil “ganhou sua cidadania internacional” com a vitória em Copenhague, podemos afirmar que, simultaneamente, o Rio de Janeiro carimbava seu passaporte de entrada no Século XXI, com a decisão histórica de sediar os Jogos Olímpicos de 2016.
Após meio século de contínuo esvaziamento, iniciado com a perda da condição de Capital da República, depois com a anulação da identidade geopolítica pela fusão dos estados da Guanabara e Rio de Janeiro, o povo carioca tem a oportunidade épica de se recuperar em sete anos.
Todos os vetores da etapa vencida da candidatura apontam para uma empreitada, que será também vitoriosa, na realização dos programas e projetos apresentados no Caderno de Encargos de realização dos JOGOS OLÍMPICOS DE 2016.
O Brasil aprendeu e soube tirar proveito das três tentativas anteriores, Brasília, uma vez, e, Rio de Janeiro, duas vezes, para se apresentar, agora turbinado por uma excelente realização dos JOGOS PANAMERICANOS DE 2007, com um projeto à altura das expectativas da comunidade olímpica e do Comitê Olímpico Internacional _ COI.
Essa etapa foi realizada com extrema competência técnica pelas equipes e consultores do Comitê Olímpico Brasileiro _ COB, tendo à frente o Dr. Carlos Nuzman, o maestro que, com sabedoria ímpar, unificou o propósito das Confederações das modalidades esportivas olímpicas e articulou o entendimento político nas instâncias nacionais e internacionais. Esse fator importante, e absolutamente necessário, não seria suficiente se a ele não se tivesse somado a vontade política dos três níveis de Governo que, em uníssono, mantiveram o compromisso apaixonado pela realização da Olimpíada no Rio de Janeiro, além de darem a garantia da liberação dos recursos para os investimentos demandados.
Competência técnica e vontade política colocam o Brasil num novo e merecido patamar de percepção pela comunidade internacional.
Como Deputado Federal, sete vezes eleito consecutivamente pelo Estado do Rio de Janeiro, devo, por dever de justiça, reconhecer o mérito e agradecer ao Presidente Lula, ao Governador Sérgio Cabral, ao Prefeito Eduardo Paes e ao Presidente do COB, Carlos Nuzman por esta SENA acumulada em 50 anos, de 25 bilhões, que os cariocas acabam de ganhar.
Como Secretário de Transportes da Cidade Maravilhosa, na gestão do Prefeito Cesar Maia, tive o privilégio de coordenar a elaboração dos principais projetos viários e de transportes incluídos no Caderno de Encargos e estaremos juntos, apoiando e cobrando, para que recebamos o premio nesses próximos sete anos.
O Rio de Janeiro, acima da transitoriedade das disputas políticas, está muito feliz e agradecido com a perspectiva concreta de entrar no Século XXI.
Foto: projeto do Centro Olímpico de Treinamento.

Arolde, com 1,3 mihão de eleitores, contra maus candidatos


O Projeto de Lei de Iniciativa Popular encaminhado pelo Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE) - que torna inelegíveis pretensos candidatos que tiveram condenação por crimes graves ou renunciaram ao mandato que exerciam para escapar de punições - foi entregue, na terça-feira, à Câmara dos Deputados. Para agilizar a tramitação, uma vez que é necessária a conferência das assinaturas (1 milhão e 300 mil), 22 deputados - entre os quais Arolde de Oliveira firmaram e deram entrada na iniciativa. Em pronunciamento, o deputado registrou o seu “veemente apoio ao projeto de lei. “ "A população anseia por uma Câmara decente, já que não tivemos isso nos últimos tempos. Houve muitos escândalos que nos desgastaram. Mas agora é a hora de demonstrarmos que estamos sintonizados com os anseios da população. Por isso o meu voto e o meu trabalho serão favoráveis a esse projeto de lei, afirmou. " (Redação)

Parabéns, José Messias


O jornalista José Messias, que integra o júri do programa televisivo "Raul Gil", aniversaria hoje. Nossos cumprimentos.

Culto da 93 FM em Belford Roxo









O culto da rádio 93 FM realizado em outubro na Igreja Batista Central, em Jardim Redentor, Belford Roxo, município da Região Metropolitana do Rio, teve como mensageiro o Pr. Anderson do Carmo, do Ministério Flordelis. O Deputado Arolde de Oliveira foi recebido pelo Pr. Amílton Vargas, da igreja batista.
A Pra. Flordelis, esposa do Pr, Anderson, dá nome ao ministério que consta da adoção de cerca de 50 crianças. No louvor, as cantoras Arianne, Jozyanne e o grupo Ellas, da MK Music .
Fotos:Ministério de Louvor; Ellas; Arianne; Jozyanne e Pr. Amilton, Deputado Arolde, Prs. Flordelis e Anderson.

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

A despedida ao Pr. Fanini



Na cerimônia de despedida ao Pr. Fanini, na Câmara Municipal de Niterói, sábado, 3 de outubro, o Deputado Federal Arolde de Oliveira afirmou que Nilson Fanini conseguiu se comunicar em todas as mídias, por isso esteve a frente do seu tempo. “Ele tinha uma mensagem para a TV, outra para as ovelhas, outra para as autoridades, outra para o rádio”. Se a congregação fosse de pessoas simples, ele falava de um jeito. Para eruditos, de outro.
Arolde sentou-se à mesa com a viúva Dona Helga Kepler Fanini, o Prefeito de Niterói Jorge Roberto Silveira, o Presidente da Câmara, Paulo Bagueira. Tambem presentes e muito emocionados, o Diretor Executivo da Convenção Batista Brasileira, Pr. Sócrates Oliveira, aluno de Fanini e o Presidente da Convenção Fluminense, Pr. Vanderlei Marins. O Reverendo Isaías Maciel e a senadora Benedita Silva assistiram à homenagem.
Foto 1: o Prefeito Jorge Roberto e Dona Helga; Foto 2: amigos e família na Câmara de Niterói. Foto 3: o Deputado Federal Arolde de Oliveira e a viúva do Pr. Fanini, Dona Helga. (Redação)

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Deputado Arolde celebra a vitória do Rio de Janeiro como sede das olimpíadas de 2016

"A Olimpíada é um divisor de águas para o Rio e para o Brasil em termos econômicos, políticos, sociais e psicológicos. Nos coloca na galeria das grandes nações do mundo, e eleva nossa auto-estima. Parabéns povo carioca, fluminense e brasileiro", celebra Arolde de Oliveira.
(Redação)

Olimpíadas de 2016 é nossa!!!!

Em disputa com Madri, Rio leva a melhor e derrota fortes cidades candidatas como Chicago e Tóquio. Lula, Sérgio Cabral e Eduardo Paes comemoram em Copenhague. Copacabana e Saara fazem festa. (Redação)
Assista ao vídeo apresentado ao COI.

MK Music lança DVD Aline Barros & Cia 2




A MK Music lançou ontem para convidados O DVD Aline Barros & Cia 2, no cinema do shopping New York City , na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio. O trabalho já é um DVD de Ouro pela venda de mais de 25 mil cópias. A criação e realização são de Marina de Oliveira, diretora artística da gravadora.
O Deputado Arolde de Oliveira e a cantora Aline Barros receberam os convidados como Leo Moura, jogador do Flamengo, e o lutador de vale-tudo Vitor Belfort e família. (Redação)

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Sapucaia visita Arolde


Uma comitiva política de Samambaia, município do Centro Sul fluminense, visitou o Deputado Arolde de Oliveira, no escritório do Rio, no Centro, para solicitar a liberação da emenda do parlamentar no valor de R$ 300 mil para a construção de centros públicos de cultura. O grupo pediu também a inclusão do município nas emendas ao Orçamento de 2010. O grupo era composto do Prefeito Anderon Zanon, do Chefe de Gabinete vereador Fabricio Baião, do Secretário do Meio-Ambiente, Jorge Luiz e do vereador Rildo Rodrigues. Na foto, a partir da esquerda Vereador Fabricio, Sedretário Jorge Luiz, Prefeito Anderson Zanon, Vereador Rildo Rodrigues e Deputado Arolde de Oliveira. (Redação)

Uma arma a mais contra a pedofilia

A Comissão de Constituição e Justiça do Senado aprovou projeto que modifica as regras para a prescrição de crimes de pedofilia. Pela proposta, a prescrição do crime começa a contar a partir da data em que a vítima completa 18 anos, a não ser que já tenha sido proposta ação penal ou a ação já tenha transitado em julgado.
Para
o Deputado Federal Arolde de Oliveira, o projeto representa mais uma contribuição concreta da CPI da Pedofilia para o combate ao abuso sexual de crianças e adolescentes. (Blog Informativo Rio)