diHITT - Notícias Arolde de Oliveira: Julho 2007

segunda-feira, 30 de julho de 2007

Pan 2007: as alternativas para o trânsito no Rio

Apesar dos temores, não há previsão de impacto no trânsito capaz de afetar a rotina da cidade durante a realização do Pan-Americano 2007. Pelo menos é o que garante o Secretário Municipal de Transportes do Rio de Janeiro, Arolde de Oliveira, nesta entrevista exclusiva. Segundo ele, o público espectador que vai se mobilizar para o evento – cerca de 900 mil pessoas – terá à disposição faixas exclusivas e meios especiais para o deslocamento.


Formado em engenharia eletrônica pelo Instituto Militar de Engenharia (IME), Arolde de Oliveira – no cargo de Secretário há cinco anos – se mostra bastante animado com o momento de integração entre Prefeitura e Estado na área de transporte. Ele cita a recente criação da Agência Metropolitana de Transporte Público como a chance real de se voltar a planejar o setor nos municípios da Região Metropolitana.

Revista – Com a aproximação dos Jogos Pan-Americanos, há um temor de que ocorram grandes congestionamentos em vários pontos da cidade. O Plano de Transportes específico para o evento já foi definido? Quais as principais medidas desse Plano?


Arolde de Oliveira – O Plano de Transporte para os Jogos, a cargo do Comitê Olímpico, já está definido. O primeiro aspecto envolve o que chamamos o transporte da família do Pan, que se compõe de atletas, árbitros, técnicos e jornalistas, ou seja, um universo de cerca de 12 mil 500 pessoas. Elas terão um transporte especial para garantir a chegada aos locais dos eventos em horários precisos. O atleta precisa chegar antes, se aquecer até o horário da competição e o mesmo vale para árbitros, técnicos e a própria mídia que vai dar cobertura. Um outro componente importante é a questão da segurança dos deslocamentos, também a cargo do Comitê Olímpico.

Revista – E o que cabe à Secretaria Municipal de Transporte?

Arolde de Oliveira – Preparar as vias, criar as faixas seletivas, facilitar a escolha do veículo e itinerários para o deslocamento. Já definimos, também, as vias que serão utilizadas como faixas exclusivas nos períodos dos Jogos, que são, principalmente a Linha Vermelha e a Linha Amarela, até a Vila Olímpica, onde estarão todos os atletas.

Revista – Há previsão de impacto no trânsito que possa afetar a rotina da cidade?
Arolde de Oliveira – Na realidade, só teremos duas alterações da rotina da cidade, na abertura e no encerramento dos Jogos. Essas cerimônias serão no Maracanã e deverão mobilizar entre 90 e 100 mil pessoas, o mesmo acontecendo no encerramento. Mas o estádio já está acostumado a receber essa massa de público. É bem dotado de infra-estrutura de transporte de massa, com acesso por trem, metrô e linhas de ônibus que por ali circulam. E sempre que tem um grande evento no Maracanã, já há um sistema de planejamento rotineiro feito pela CET-Rio, nossa Companhia de Engenharia de Tráfego. A diversidade de competições, de locais e horários também vai dispersar o público na malha de transporte da cidade. Além disso, o Pan será em julho, mês em que as crianças estão de férias e a circulação na cidade cai cerca de 15%. De qualquer forma, estamos tomando todas as precauções para garantir que o público espectador que vai se mobilizar para ver os Jogos, cerca de 900 mil pessoas ao longo de 15 dias, tenha todas as facilidades proporcionadas pelas faixas exclusivas e meios especiais para o deslocamento.

Revista – A ligação com corredor exclusivo de ônibus entre a Penha e a Barra, conhecida como corredor T5, vai de fato sair do papel? Quando esse corredor ficará pronto e qual a sua importância para o Pan e para a cidade?


Arolde de Oliveira – Na realidade, o corredor T5 é um projeto que não terá qualquer influência no Pan-Americano, pois é para implantação no prazo de dois anos e está em fase final pra publicarmos a licitação. Trata-se de um sistema moderno de transporte por BRT [Bus Rapid Transit - modo de transporte coletivo sobre pneus], que está sendo usado no mundo todo. É um sistema de transporte por ônibus com as mesmas facilidades do metrô. Ele tem uma relação amigável com a cidade porque os ônibus andam em faixas exclusivas, segregadas, mas param nos sinais, não seccionam os bairros da cidade. E é um sistema de alta capacidade. Em Bogotá, por exemplo, são transportados por dia cerca de 1 milhão e 300 mil passageiros. O transporte é por ônibus articulados, nos quais cabem de 160 a 200 pessoas, bem acomodadas, com ar condicionado.

Revista – Esses ônibus são integrados a outros modais?

Arolde de Oliveira – O nosso T5, que liga a Penha, passando por Madureira e Jacarepaguá, até a Barra da Tijuca, tem mais de 30 estações. É transversal ao metrô da linha 2 e às três linhas de trem da Supervia. Portanto, é um sistema estruturante do transporte na cidade. Ele também vai propiciar uma integração com os sistemas de ônibus que operam nessa região. Acreditamos, pelas pesquisas, que nas tarifas normais vamos ter uma demanda de cerca de 250 mil a 300 mil passageiros por dia já no início da operação.

Revista – Qual a previsão para o funcionamento desse corredor?

Arolde de Oliveira – Para a licitação, a Prefeitura já deu as garantias para o financiamento, já assumiu o compromisso da sua parte. Estamos aguardando apenas a formatação do consórcio proponente, para fazer então a publicação desse Edital. Creio que teremos cerca de seis meses, a contar de março, para a publicação, recebimento de propostas e superação de eventuais demandas que sempre ocorrem neste tipo de licitação grande, que envolve o montante de R$650 milhões. Acreditamos no início dessas obras ainda no segundo semestre deste ano e o prazo de implantação no máximo de 18 1 24 meses, vai depender das propostas.

Revista – Em geral, há uma desigualdade social no acesso à infra-estrutura de transportes. As populações desfavorecidas, como as que moram na zona oeste, têm uma mobilidade precária. Por que, historicamente, esse modelo prevaleceu?

Arolde de Oliveira – A causa inicial é demográfica. A história mostra que as populações sempre se fixaram ao longo das vias de transporte, das vias de acesso, de trens e rodovias. A densidade demográfica nessas áreas é maior. Historicamente, os trens chegaram a transportar mais de um milhão de passageiros por dia, apenas no ramal de Santa Cruz. A transformação de fazendas existentes na zona oeste em loteamentos e condomínios gerou nova distribuição demográfica na área. E o ônibus, com sua capilaridade, passou a atender a essas demandas. Hoje, a zona oeste é uma área horizontal e servida por ônibus. Diria que é a área mais mal servida de acesso aos meios de transporte. Porém, o prefeito tomou uma medida social importante ao criar a tarifa única, cujo preço independe da distância percorrida pelo veículo.

Revista – Percentualmente, qual a parte que cabe ao modo rodoviário na cidade do Rio de Janeiro e quais os efeitos da predominância desse modelo sobre a economia da cidade?
Arolde de Oliveira – No transporte público, responsável por 47% dosdeslocamentos, o ônibus responde por 64% desse total e o transporte alternativo [vans e kombis] por 17%. Já os automóveis transportam cerca de 20% das pessoas na cidade. A demanda por transporte é elástica por causa do aumento da população e da sua renda. Temos uma grande quantidade de veículos que vão anualmente para o espaço público. Isso vai criandodificuldade de fluidez, de deslocamento, de estacionamento, comoacontece em todas as grandes cidades, e temos que administrar isso. Asolução, sem dúvida, é o transporte público com qualidade, que seja capaz de mobilizar as pessoas a usarem esse meio.

Revista – Do ponto de vista dos impactos ambientais, quais os efeitos dessa circulação excessiva de carros e ônibus no Rio de Janeiro?

Arolde de Oliveira – Há três impactos ambientais importantes. Oprimeiro deles é a poluição atmosférica. Realmente, somos escravos domotor a combustão, que é poluente, seja a gasolina, álcool e diesel.Hoje, existem políticas incisivas para o uso de fontes alternativas deenergia para a propulsão. Há também a poluição sonora, que ainda perturba a cidade, especialmente nos bairros residenciais. A outra poluição é a mecânica, causada pela trepidação nas vias, que não são preparadas para o tráfego pesado, principalmente para ônibus. Essa trepidação pode ofender a estrutura de certos prédios e causar prejuízo patrimonial para apopulação.

Revista – O uso de bicicletas é ainda uma alternativa viável para o deslocamento da população mesmo em cidades grandes? A Secretaria tem acompanhado o aumento crescente da utilização desse meio de transporte?

Arolde de Oliveira – Em 1994, a bicicleta era usada por 6% da população. Dez anos depois, esse percentual saltou para 9%. O transporte não motorizado, de bicicleta e a pé, já responde por 33% dos deslocamentos na cidade. A Prefeitura dá uma grande prioridade ao transporte por bicicleta. Temos hoje mais de 200 km de ciclovias na cidade, muito utilizadas não só para o lazer como também para o trabalho. Estamos agora instituindo a necessidade de que pólos geradores de tráfego, como supermercados, sejam dotados de bicicletários. O metrô, por exemplo, já está usando o transporte da bicicleta em certos vagões e horários. Isso é muito importante porque o passageiro faz o trecho de longa distância no metrô e conclui o seu percurso de bicicleta. Todos esses recursos as pessoas usam paracontornar o preço da passagem e não demorarem muito tempo para chegarao local de trabalho.

Revista – Como está hoje a integração institucional com o Estado no que diz respeito à política de transportes?

Arolde de Oliveira – Estamos vivendo um momento importante que talvez não tenhamos vivido nos últimos 20 anos. Vários convênios que fizemos já estão dando frutos. O que de mais importante ocorreu foi a criação da Agência Metropolitana de Transporte Público. Ela congrega todos os prefeitos da Região Metropolitana, os operadores de trens, metrô e ônibus, para discutir o transporte na Região Metropolitana. O transporte, na realidade, é transmunicipal. Então, há necessidade de haver uma abordagem de planejamento metropolitana, para que todos os municípios tenham o foco no transporte. Assim, conseguiremos reduzir custos e fazer uma racionalização efetiva, orgânica, dos transportes do município. E essa Agência é um instrumento forte para isso.

Revista – Por falar em planejamento, é possível pensar em uma inversão de prioridades, no longo prazo, para que o transporte de massa sobre trilhos [trens e os metrôs] passe a ser a primeira opção de deslocamento dos moradores do Rio de Janeiro?

Arolde de Oliveira – Sem dúvida nenhuma, os investimentos na qualidade de transporte por trem, por exemplo, têm que ser cada vez maiores para aproveitar a infra-estrutura já existente. É preciso dar regularidade e qualidade às composições. Vejo isso associado à integração com outros modais, como o ônibus. Os passageiros que moram ou trabalham longe dos trilhos precisam ter a opção de se deslocar de ônibus até as estações, com tarifa única. Daria como exemplo o que fizemos aqui no Rio de Janeiro, com a integração metrô/ônibus. Com ela, colocamos mais de mil passageiros por dia no metrô. E a tarifa é única, econômica para o passageiro, o deslocamento é rápido, a qualidade e o conforto são bons. Com essa integração, aumentou a quantidade de carros em repouso. Para melhorar a qualidade do transporte na cidade, lançamos um outro projeto, com Edital já publicado, que estamos chamando de metrô sobre rodas. A idéia é transformar essa integração que já adicionou 100 mil passageiros ao metrô em uma integração com ônibus articulados, de alta capacidade, pois transportam cerca de 200 passageiros, com qualidade de metrô. A integração se dará em nove estações, nas linhas 1 e 2.

sexta-feira, 27 de julho de 2007

A Secretaria municipal de Transportes divulgou o esquema especial de trânsito para o encerramento dos Jogos Pan-Americanos

A Secretaria municipal de Transportes divulgou o esquema especial de trânsito para o encerramento dos Jogos Pan-Americanos , dia 29, domingo. São as ruas em que o estacionamento será proibido, haverá interdição de vias, ruas de circulação exclusiva de carros, para estacionamento de coletivos. O Secretário Arolde de Oliveira recomenda aos motoristas que utilizem os transportes coletivos para chegada ao Maracanã. Duzentos agentes de trânsito da CET-Rio e Secretaria Municipal de Transportes estarão na operação e na fiscalização. Trinta e cinco reboques serão utilizados para garantir a fluidez do trânsito.

ESTACIONAMENTO PROIBIDO

Das 00h do dia 29 de julho à 1h do dia 30 de julho de 2007, nas seguintes vias:

I. Av. Prof. Manoel de Abreu, no trecho entre a Rua Felipe Camarão e a Rua Prof. Eurico Rabelo, em ambas as pistas e sentidos;
II. Rua Radialista Valdir Amaral, em toda sua extensão, em ambos os bordos;
III. Rua Conselheiro Olegário, lado direito, em toda sua extensão;
IV. Rua Artur Menezes, lado esquerdo, em toda sua extensão;
V. Rua Isidro de Figueiredo, lado direito, em toda sua extensão;
VI. Rua Visconde de Itamarati, lado esquerdo, no trecho entre a Rua São Francisco Xavier e a Rua Prof. Eurico Rabelo;
VII. Rua Prof. Eurico Rabelo, em ambos os bordos, no trecho entre a Av. Paula Souza e a Av. Maracanã;
VIII. Rua Prof. Eurico Rabelo, em ambos os bordos, no trecho entre a Av. Maracanã e a Rua Prof. Manoel de Abreu;
IX. Av. Paula Souza, em ambos os bordos e pistas, em toda sua extensão;
X. Av. Presidente Castelo Branco, pista sentido Centro, em ambos os bordos e junto ao canteiro central, no trecho entre a Rua São Francisco Xavier e o Viaduto Oduvaldo Cozzi, exceto para os ônibus do PAN;
XI. Av. Presidente Castelo Branco, pista sentido Méier, em ambos os bordos e junto ao canteiro central, entre o Viaduto Oduvaldo Cozzi e a Rua São Francisco Xavier;
XII. Rua Mata Machado, no trecho entre a Av. Presidente Castelo Branco e a Av. Maracanã, ambos os bordos, salvo para os ônibus e outros veículos credenciados para o PAN.

INTERDIÇÃO DE VIAS

29 de julho de 2007 no horário das 12h às 24h nas seguintes vias:
I. Rua. Prof. Manoel de Abreu, no trecho entre a Rua Dona Zulmira e o portão 16 do Maracanã, pista sentido Centro;
II. Av. Presidente Castelo Branco, pista sentido Centro, apenas as duas faixas do bordo direito, trecho entre a Rua. São Franscisco Xavier e o Viaduto Oduvaldo Cozzi.
III. Rua. Mata Machado, trecho entre a Av. Presidente Castelo Branco e a Av. Maracanã.
IV. Rua. Prof. Eurico Rabelo, trecho entre a Rua. Paula Souza e a Av. Maracanã.
V. Av. Maracanã, pista junto as edificações, sentido Centro, trecho entre a Rua. São Franscisco Xavier e a Rua Mata Machado.
VI. Rua. Prof. Eurico Rabelo, três faixas do bordo direito, trecho entre a Av. Maracanã e a Rua. Prof. Manoel de Abreu.
VII. Av. Maracanã, pista sentido Tijuca, junto a estátua do Beline e o muro do Maracanã.

REVERSÍVEL

Será implantada na Av. Maracanã, no trecho entre a Rua Mata Machado e a Rua São Francisco Xavier, pista junto ao rio Maracanã sentido centro, que deverá operar no sentido Tijuca, no dia 29 de julho de 2007, das 12h às 24h

INVERSÃO DO SENTIDO DE CIRCULAÇÃO DE VEÍCULOS.

Dia 29 de julho de 2007 das 12h às 24h nas seguintes vias.

I. Rua Prof. Eurico Rabelo, no trecho entre a Av. Maracanã e a Rua Visconde de Itamarati, no sentido da segunda para primeira, faixa da esquerda;
II. Rua Prof. Eurico Rabelo, no trecho entre a Rua Isidro de Figueiredo e a Rua Artur Menezes, no sentido da segunda para primeira, na faixa da esquerda;
III. Rua Prof. Eurico Rabelo, no trecho entre a Rua Conselheiro Olegário e a Rua Prof. Manoel de Abreu, no sentido da segunda para primeira, na faixa da esquerda;
IV. Av. Maracanã, pista junto as edificações, no sentido Centro, no trecho entre a Rua São Francisco Xavier e a Rua Prof. Eurico Rabelo, no sentido da segunda para primeira;

CIRCULAÇÃO EXCLUSIVA DE VEÍCULOS

Dia 29 de julho de 2007 das 12h às 24h nas seguintes vias;

I. Rua Prof. Eurico Rabelo, no trecho entre a Av. Maracanã e a Rua Prof. Manoel de Abreu, faixa da esquerda, para exclusividade dos moradores;
II. Rua Prof. Manoel de Abreu, no trecho entre a R. Dona Zulmira e o portão 16 do Maracanã, pista sentido Centro, exclusiva para coletivos, veículos da família PAN, família ODEPA e veículos a taxímetro com adaptação para portadores de deficiência física;
III. Av. Presidente Castelo Branco, pista sentido Centro, apenas as duas faixas do bordo direito, no trecho entre a Rua São Franscisco Xavier e o Viaduto Oduvaldo Cozzi, exclusiva para veículos da família PAN;
IV. Rua Prof. Eurico Rabelo, no trecho entre a Rua Paula Souza e a Av. Maracanã, exclusiva para coletivos, veículos da família ODEPA, veículos oficiais e táxis;
V. Av. Maracanã, pista junto as edificações, sentido Centro, no trecho entre a Rua São Francisco Xavier e a Rua Mata Machado, exclusivo para táxis;
VI. Rua Prof. Eurico Rabelo, três faixas do bordo direito, no trecho entre a Av. Maracanã e a Rua Prof. Manoel de Abreu, para exclusividade de veículos oficiais, da família PAN, da ODEPA, dos árbitros e dos atletas;
VII. Rua Mata Machado, no trecho entre a Av. Presidente Castelo Branco e a Av. Maracanã, terá sua circulação no sentido da primeira para segunda, para exclusividade de veículos oficiais, da família PAN, da ODEPA, dos árbitros e dos atletas;
VIII. Av. Maracanã, no trecho entre a Rua Mata Machado e a Rua Prof. Eurico Rabelo, pista sentido Tijuca, paralela ao canteiro divisor de pista, terá as seguintes segregações: faixa da esquerda para livre circulação de veículos particulares; faixa central para a circulação de ônibus e faixa da direita para exclusividade de veículos oficiais, da família PAN, da ODEPA, dos árbitros, dos atletas e táxis com adaptação para portadores de deficiência física.

ESTACIONAMENTO DE COLETIVOS

Das 20h30 do dia 29 de julho de 2007 às 00h do dia 30 de julho de 2007, nas seguintes vias;

I. Av. Prof. Manoel de Abreu, no trecho entre a Rua Felipe Camarão e a Rua Pereira Nunes, na área de estocagem no canteiro central;
II. Rua Barão de Mesquita, à direita, no trecho entre a Rua Major Ávila e a Rua Deputado Soares Filho;
III. Rua Pedro II, junto ao canteiro central, em toda sua extensão, sentido Quinta da Boa Vista;
IV. Rua Mariz e Barros, lado esquerdo, do Poste CME 035/01202 em frente ao portão principal do Instituto até a faixa de retenção do cruzamento da Rua Mariz e Barros com Rua Campos Salles;
V. Rua Luiz de Matos, lado direito, no trecho entre a Rua Jorge Rudge e a Rua São Francisco Xavier;
VI. Rua Marechal Rondon, lado direito, no trecho entre a Rua Sousa Dantas e a Rua São Francisco Xavier.

ESTACIONAMENTO DE TÁXIS COM ADAPTAÇÃO PARA DEFICIENTES

Dia 29 de julho de 2007 das 13h30 às 24h , nas seguintes vias:

I. Av. Prof. Manoel de Abreu, 2 vagas, a direita, em frente ao portão 17 do estádio do Maracanã.
II. Av.Maracanã, 2 vagas, a direita, em frente a estatua do Beline.

ESTACIONAMENTO TÁXIS

Dia 29 de julho de 2007 das 13h30 às 24h , na Av. Maracanã, pista junto as edificações, lado esquerdo, sentido Centro, no trecho entre a Rua. São Francisco Xavier e a Rua Mata Machado.

(De vferreira.smtr@pcrj.rj.gov.br para o site www.aroldedeoliveira.com.br, 27/7) .

quinta-feira, 26 de julho de 2007

Frota de táxis adaptados não pára de crescer


A revista “Guia do Motorista RJ”, de julho, fez um balanço do serviço de táxis adaptados, criado em abril, pela cooperativa Coop Táxi, do Rio de Janeiro, com o apoio do Secretário municipal de Transportes Arolde de Oliveira.

Inaugurado com 10 carros, para atender pessoas com necessidades especiais, inclusive idosos, a cooperativa faz uma média de mil corridas mensais. Agora, com a chegada de outros cinco táxis a empresa não precisará recusar passageiros por falta de veículos.


O carro considerado mais adequado para a clientela (um fiat modelo Doblò) é equipado com uma plataforma que suspende a cadeira de rodas, conduz o passageiro sentado até o interior, e pode levar dois acompanhantes. O táxi é dotado de som-ambiente e ar condicionado. As tarifas são cobradas como as do táxi comum e funciona 24 horas. A cooperativa não possui ponto fixo mas conta com uma central de atendimento.


(Thereza Christina Jorge para o site http://www.aroldedeoliveira.com.br/ , 26/07)

Arolde saúda batistas fluminenses

A Convenção Batista Fluminense (CBF) está comemorando o centenário durante a sua 99ª Assembléia, no Ginásio Poliesportivo, em Cabo Frio, onde o Deputado Federal Arolde de Oliveira participou da sessão de abertura e saudou os presentes.
No tema, “Construindo uma história e preservando uma herança” há uma síntese da importância dos 100 anos da Convenção Batista Fluminense, segundo ele. Para o deputado Arolde, o registro do testemunho da pregação do Evangelho no Estado Rio feita nesse século é algo que alimenta os batistas hoje. “Em termos de herança trata-se da herança eterna, do Reino. Ela, por sua vez, continuará a ser difundida pela pregação do Evangelho aos fluminenses”, acrescentou.
A CBF conta com 220 mil membros, 1260 igrejas e 1807 pastores, dos quais cerca de 500 estiveram presentes à convenção.



Cabo Frio sediou a Convenção





quarta-feira, 25 de julho de 2007

Presenças na final do basquete feminino

Com o Deputado Rodrigo Maia e o Vereador Jorge Mauro

O Secretário municipal de Transportes Arolde de Oliveira assistiu com o Prefeito Cesar Maia e o vereador Jorge Mauro, no Maracanazinho, a final da competição de basquete feminino dos Jogos Pan-Americanos Rio 2007, contra os Estados Unidos.

Secretário Arolde de Oliveira, Prefeito Cesar Maia e o Vereador Jorge Mauro

O Brasil ficou com a prata ao perder para as norte-americanas por 79 a 66. Foi também a despedida da jogadora brasileira Janeth.

Lei das Teles: Arolde aprova a revisão


O Deputado Federal Arolde de Oliveira, relator da Lei nº 9.295/96, que abriu caminho para promulgação da Lei Geral de Telecomunicações, comentou a notícia da sua revisão anunciada pelo Ministro das Telecomunicações, Helio Costa, em entrevista.


“A idéia de fazer uma revisão na lei geral das Telecomunicações é muito oportuna porque nos seus 10 anos de vigência, a lei já deu tantos frutos para as telecomunicações no Brasil. Hoje, por exemplo, estamos com mais de 100 milhões de telefones celulares, o que nos coloca como um dos países com maior capilaridade no sistema telefônico do mundo. Isso é resultado da nossa legislação e da privatização dos serviços.


Entretanto, como a tecnologia que suporta este serviço evolui num ciclo tecnológico muito curto, torna-se oportuno e natural que algumas revisões sejam feitas agora, inclusive para a introdução de novos serviços.


Outro aspecto que precisa ser debatido é a questão das empresas que exploram a telefonia móvel, uma vez a Lei previu um modelo que talvez possa agora ser melhor adequado.
O seminário que está sendo proposto pelo Ministro das Telecomunicações (Helio Costa), agora em agosto, também é muito oportuno.”


(Thereza Christina Jorge para o site http://www.aroldedeoliveira.com.br/, 25/07/07)

terça-feira, 24 de julho de 2007

Corredor Verde ligará maciços da Tijuca e da Pedra Branca

Rio - Com o plantio de árvores características da Mata Atlântica em uma área de 40 hectares (equivalente a cerca de 40 campos de futebol) começa, nesta terça-feira, a formação do Corredor Verde do Pan 2007, que ligará as florestas dos maciços da Tijuca e da Pedra Branca. Com esta iniciativa, haverá 100 mil novas árvores para o resgate de carbono emitido durante os Jogos Pan-Americanos Rio 2007.
De acordo com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente, a área que receberá as novas árvores fica na região da Praça Seca e Tanque, em Jacarepaguá, e o plantio terá continuidade, de modo a reflorestar um total 125 hectares.

O Dia Online

Município dará apoio financeiro a atletas que irão a Pequim

Rio - A Prefeitura do Rio concederá bolsa mensal de até 14 salários mínimos para apoiar a qualificação de atletas que disputaram o Pan Rio 2007 e irão às Olimpíadas de Pequim, em 2008.
Os atletas que receberão a Bolsa-Pequim serão indicados pelas confederações esportivas nacionais, que demostrarão que a performance de cada um deles durante o Pan do Rio justifica o investimento para competir nos Jogos de Pequim.
Conforme o decreto de criação da Bolsa-Pequim, publicado nesta terça-feira, os atletas indicados que praticam os esportes olímpicos na cidade do Rio de Janeiro terão prioridade para receber o apoio.
No caso dos atletas cuja origem tiver sido vila olímpica, núcleo esportivo, escola ou outro equipamento da Prefeitura, o apoio também poderá ser um período de treinamento num país que seja referência no esporte praticado.

sexta-feira, 20 de julho de 2007

Dia do Amigo



"Em todo o tempo ame o amigo e para a hora da angústia nasce o irmão."

Provérbios 17:17



São os votos do seu amigo Arolde de Oliveira pelo Dia do Amigo.
20 de Julho

Pesar pela perda

Sobre o falecimento do Senador Antônio Carlos Magalhães, o Deputado Federal Arolde de Oliveira fez a seguinte declaração: “O Brasil perde uma das figuras de maior densidade política no cenário nacional e com certeza o maior político baiano: governador três vezes, deputado e senador da República. Sua morte encerra o ciclo dos grandes líderes carismáticos de vida intensa. Solidarizo-me com seus familiares neste momento de saudade. Arolde de Oliveira, amigo e deputado federal.”

(Para o site www.aroldedeoliveira.com.br, 20/07/07)

quinta-feira, 19 de julho de 2007

Arolde e Nuzmann na festa da natação brasileira

O Secretário Arolde de Oliveira e o Pres do COB, Carlos Arthur Nuzmann


O Secretário municipal de Transportes Arolde de Oliveira e o presidente do Comitê Olímpico Brasileiro Carlos Arthur Nuzmann vibraram junto com o público das arquibancadas na festa que tomou conta do Parque Aquático Maria Lenk, na manhã de terça-feira. Era o banho de ouro da natação brasileira. .No primeiro dia de finais da natação, Thiago Pereira conquistou duas medalhas de ouro, com duas quebras de recordes pan-americanos. A primeira delas veio nos 400m medley e a outra no revezamento livre, junto com Rodrigo Castro, Lucas Salatta e Nicolas Oliveira.



(Para o site www.aroldedeoliveira.com.br, 19/07/07).

Rio Ônibus assume terminais rodoviários


Antiga reivindicação das empresas de transportes coletivos da cidade do Rio, a cessão dos 27 terminais de ônibus pela Prefeitura ao Rio Ônibus foi realizada no dia 29 de maio, no Terminal Rodoviário Alvorada, na Barra da Tijuca. Após levantamento das necessidades de cada terminal, ficou decidido que o Alvorada será o primeiro a receber melhorias. Inicialmente, serão feitas as reformas dos sanitários, a instalação de novo sistema de iluminação e a urbanização do local. “A expectativa é a melhor possível, já que a iniciativa privada tem a agilidade que a administração pública não possui. Quando o próprio sistema faz o gerenciamento de seus instrumentos, o que se espera é a melhoria da qualidade dos serviços. Esperamos que este terminal seja referência para seus usuários”, afirmou o Secretário municipal de Transportes, Arolde de Oliveira. (Revista Ônibus, maio/junho 2007, pag. 26)

quarta-feira, 18 de julho de 2007

Pan: atenção ao estacionamento proibido


O Secretário Municipal de Transportes, Arolde de Oliveira, participou hoje, dia 18/07, de entrevista no Programa "Bom Dia Rio", da Rede Globo de Televisão e alertou à população sobre o estacionamento proibido, principalmente no entorno dos locais de competições. Na entrevista, Arolde lembrou aos motoristas que 2.600 galhardetes foram colocados na cidade para orientá-los e voltou a afirmar que a melhor opção para quem for assistir aos jogos é utilizar os transportes coletivos. Esclareceu, ainda, que as integrações, que foram criadas para o evento, chegam a todos os locais de competição. (Para o site http://www.aroldedeoliveira.com.br/, 18.07.07)

terça-feira, 17 de julho de 2007

Entrevista ao SBT


“Minhas primeira palavras são de agradecimento à generosidade do povo carioca que entendeu a grandiosidade desse evento para o Rio de Janeiro e optou pelo transporte público. Na semana que vem o transporte público continuará disponível. A questão do trânsito na cidade ficou resolvida, todos os boletins estão dando, inclusive os nossos, que não há retenções. Como evento de massa, a chegada e a saída do Maracanã na abertura oferecerão maior dificuldade, mas foi tudo planejado para não ser nada de excepcional.” (Para o site www.aroldedeoliveira.com.br)

Entrevista à Rádio Tupi

“Agradeço ao povo carioca e ao povo da Região Metropolitana que entenderam a importância de não trazer o carro para a rua; as vias de acesso estão absolutamente tranquilas, e o entorno do Maracanã também está tranquilo. A Prefeitura fez todo planejamento do trânsito, da informação às medidas técnicas, passando pelo bloqueio com pessoal treinado, policiamento, ampla oferta de transporte público. Para os deficientes, além dos ônibus, temos dois pontos de taxi adaptados, estacionados nos dois acessos ao estádio. Em relação às vias expressas, a recomendação é que nas faixas seletivas (linhas Amarela, Vermelha e Av. Brasil, com tracejado contínuo),o automóvel está proibido. Nos outros locais, entretanto, quando a faixa preferencial (elas são linhas pontilhadas) estiver livre, o motorista pode utilizá-la até o momento em que uma delegação do Pan se aproxime; nesse caso ele deverá liberar a pista.
(Para o site http://www.aroldedeoliveira.com.br/).

segunda-feira, 16 de julho de 2007

Entrevista à Rede Globo

(Entrevista concedida ao Bom Dia Rio, 13.07.07)


Rede Globo _ Qual é a orientação para quem vai hoje ao Maracanã?
Deixe em casa o automóvel e circule com o transporte público. O Maracanã é bem servido, conta com 1500 ônibus, trens e metrô. A mesma recomendação para quem for trabalhar nesta sexta-feira: vá trabalhar de ônibus.

A abertura é o teste de fogo do Pan. Em bem pouco tempo, teremos uma concentração de cerca de 100 mil pessoas e um fluxo de 200 ônibus com as delegações e pessoal das coreografias. Tomamos, entretanto, todas as providências para vencermos esse teste. Estamos circulando pela cidade e observamos que as faixas estão sendo respeitadas, o carioca está entendendo que a questão das faixas é de segurança, mais séria que o trânsito propriamente dito. Com o início das férias, o número de carros também diminuiu bastante, o que ajudou.

Rede Globo _ E nos dias úteis que as pessoas circularão normalmente pela cidade, como o senhor acha que o trânsito ficará?

Não vai complicar porque há uma grande diversidade de locais onde se realizam as competições. Nos demais estádios, a lotação é de 3 a 5 mil pessoas, então, o número de pessoas circulando é pequeno, o que não ocasionará problema. Bem, há a Arena, com capacidade de 15 mil pessoas. Mas as providências para não haver retenções foram tomadas.

Durante o período do Pan, a população deve se informar acerca das condições do local que lhe interessa e escolher o melhor percurso. Repetimos o mesmo conselho: evitar ao máximo o automóvel e usar o transporte público durante o Pan. É bom evitar a circulação onde há competição. A Prefeitura vai manter a população informada diariamente, e a mídia está colaborando com o evento. A informação antecipada é muito importante para que o público possa programar o seu percurso.

Linhas especiais estão saindo do Terminal Alvorada para os locais na Barra da Tijuca, há integração em Deodoro para a Vila Militar e o Miécimo da Silva, integração para o Engenhão, de Del Castilho até a Barra. A integração organizará o trânsito na cidade.




(Para o site www.aroldedeoliveira.com.br) 16.07.07

sábado, 14 de julho de 2007

Deu certo!

O dia mais temido dos Jogos Pan-Americanos para o trânsito da cidade - a abertura do evento, no fim da tarde de uma sexta-feira, com interdições em pontos-chave para o escoamento do tráfego - acabou parecendo um dia de feriado. À exceção da saída do Maracanã, já à noite, quando o sentido Centro da Radial Oeste ficou congestionado, os grandes engarrafamentos previstos pela própria prefeitura não se concretizaram.


O principal responsável por isso, conforme verificou o JB, que percorreu as vias da cidade, foi a população, que optou em peso pelo transporte público, especialmente o metrô, para ir ao trabalho e chegar ao palco da cerimônia de abertura. Também ajudaram muito os pontos facultativos decretados pelo Estado e pelo município.


Segundo cálculos da CET-Rio, o número de veículos circulando pelas ruas da cidade chegou a cair pela metade em alguns pontos durante a tarde. Quem passava pela Radial Oeste, uma das principais vias de ligação entre o Centro e a Zona Norte, não via filas de carro, mas de pessoas vestidas de branco saindo em massa da estação Maracnã do metrô. Segundo a concessionária Metrô Rio, 24.500 pessoas desembarcaram na estação entre 12h e 17h. Em dias normais, o movimento fica em torno de 5 mil passageiros, entre 5h e meia-noite. Às 14h, chegou a haver confusão na descida da rampa da Uerj.


Ao redor do Maracanã, onde 10 ruas ficaram interditadas das 12h à meia-noite, a maioria dos motoristas, alguns presos em retenções, disse que esperava um panorama muito pior.

O horário mais crítico nas ruas próximas ao Maracanã foi entre 15h e 16h. Da descida do Viaduto Oduvaldo Cozzi, que dá acesso ao estádio para quem vem do Centro, até a esquina da Avenida Maracanã com a Rua São Francisco Xavier, os motoristas chegavam a esperar 10 minutos para cruzar 500 metros.


O principal obstáculo era a exclusividade da faixa da direita para a circulação de ônibus de delegações e constante passagem de motos e carros das polícias militar, rodoviária e federal. Muitos motoristas entravam por engano na Rua Eurico Rabelo, liberada apenas para carros credenciados, por engano e eram obrigados por agentes da CET-Rio a retornar.


Outro ponto complicado foi a Rua São Francisco Xavier, que, da Praça Noel Rosa, em frente à Uerj, até a Rua Paula Souza - ou seja, sete quarteirões - apresentou forte retenção. A proibição ao estacionamento em todas essas ruas acabou ajudando a escoar o tráfego com mais facilidade. Até flanelinhas reclamavam do baixo movimento. Segundo eles, em dia de jogo no Maracanã, a procura por vagas é muito maior. A alternativa dos que foram ao Maracanã de carro foi apelar para postos de gasolina, que improvisaram estacionamentos a R$ 20 por vaga.


Em outros eixos viários estratégicos da cidade, o trânsito também fluiu bem. A Lagoa e a Auto-Estrada Lagoa-Barra só tiveram alguns momentos de retenção no fim da manhã e início da tarde. No Centro, trânsito normal, apesar de uma manifestação na Avenida Presidente Vargas, em frente à prefeitura, contra ações da polícia às vésperas dos Jogos Pan-Americanos.



No fim das contas, o prefeito Cesar Maia, que ontem de manhã voltou a bancar que não haveria engarrafamentos na cidade, ganhou a queda-de-braço com especialistas em trânsito, que previram um cenário tumultuado para a cidade. Um esquema foi montado para evitar problemas. Incluiu 460 guardas municipais, 260 agentes da CET-Rio e 32 reboques. Até o fim da tarde, mais de 15 carros foram rebocados.
(extraído do JB Online, 14/07/07)

sexta-feira, 13 de julho de 2007

Tudo pronto para a abertura do Pan


O Secretário municipal de Transportes Arolde de Oliveira divulgou o esquema operacional de trânsito e transportes para a abertura do Pan, no Maracanã.

A Secretaria Municipal de Transportes mobilizou um efetivo de 260 agentes, fiscais e pessoal de apoio para atuar na abertura dos Jogos Pan-Americanos no estádio do Maracanã. Esse esquema será reforçado por 80 guardas da Coordenadoria de Trânsito da Guarda Municipal. Ao todo, serão empregados 35 reboques da Coordenadoria de Vias Especiais e da ComPanhia de Engenharia de Tráfego (CET-Rio) e mais 50 veículos leves de apoio operacional.

O transporte coletivo será uma opção para quem deseja participar da festa do PAN no Maracanã.. Um total de 74 linhas de ônibus, com 1500 coletivos, saindo de todos os bairros da cidade, passarão nas proximidades do estádio.. Foram selecionados cinco pontos principais de paradas de ônibus: Avenida Maracanã, entre a Rua Eurico Rabelo e Rua São Francisco Xavier;Rua Paula e Souza ( pista da direita em direção ao Centro), a 30 metros após o entroncamento com a Rua Eurico Rabelo; Av. Manoel de Abreu 27, próximo a esquina com a Rua Professor Eurico Rabelo; Rua Radialista Waldir Amaral, em frente ao portão da UERJ e na Av. Presidente Castelo Branco ( Radial Oeste ), sob a Passarela do Metrô.

Os portadores de deficiência físico- motora e idosos com dificuldade de locomoção contarão também com dois pontos de táxis especiais, equipados com plataforma de embarque: um na Av. Maracanã, em frente a estátua do Belini e outro na Av. Professor Manuel de Abreu, em frente ao portão 17.

quinta-feira, 12 de julho de 2007

As estréias do Pan


No Centro Esportivo Miécimo da Silva, em Campo Grande, teve a primeira partida do Pan: as seleções femininas de futebol da Argentina e Panamá se enfrentaram. Desde cedo, foram montados os esquemas especiais de trânsito e segurança na região. Campo Grande amanheceu em clima de Pan. O trânsito esteve bom, não houve problemas.

Tradicionalmente algumas modalidades começam antes mesmo da abertura. Um desses jogos representa a estréia da maior obra do Pan, o Estádio do Engenhão. A seleção feminina de futebol joga contra o Uruguai às 15h30. Mas as mudanças no trânsito por lá já começaram.

Segundo o Secretário municipal de Transportes, Arolde de Oliveira, o Engenhão é um dos locais com maior oferta de transporte público do Pan. Além dos trens, os ônibus e a integração com o metrô são boas opções. Foi criada uma linha de integração especial do metrô, tanto do Terminal Alvorada até Engenhão. O Secretário Arolde de Oliveira aconselha o uso de trem, de metrô e de ônibus. (Para o site www.aroldedeoliveira.com.br, 12/07/07)

Acesso à estação do Engenho de Dentro será inaugurado hoje

RIO - O novo acesso da Estação de trens do Engenho de Dentro será inaugurado na tarde de hoje, na Zona Norte do Rio. A estação ganhou cinco escadas metálicas, três escadas rolantes e elevadores que facilitarão o acesso de portadores de deficiências físicas. A inauguração contará com a presença do prefeito Cesar Maia, do secretário municipal de Transportes, Arolde Oliveira, e o secretário Estadual de Transportes, Júlio Lopes. A estação de trens do Engenho de Dentro é vizinha e um dos principais acessos ao Estádio João Havelange, o Engenhão, um dos principais palcos dos Jogos Pan-Americanos de 2007.
(Agência JB)

quarta-feira, 11 de julho de 2007

Transporte para deficientes em mobilidade no Pan


Durante o Pan os 48 ônibus adaptados para deficientes em mobilidade física, continuarão percorrendo seus itinerários oficiais, atendendo a população normalmente.Para atendimento do público deficiente em mobilidade, presente as cerimônias de abertura e encerramento do Pan no Maracanã, foram criados dois pontos exclusivos para táxis especiais adaptados com elevador hidráulico: um no acesso principal do estádio, junto a estátua do Bellini e o outro em frente á UERJ, cada um com duas vagas exclusivas para esse serviço´. Todas as informações sobre linhas e itinerários estão neste endereço: http://www.rio.rj.gov.br/smtr/. Os táxis adaptados para cadeirantes podem ser solicitados atraves da central telefônica 3295 9606.

Rio no calendário internacional do ciclismo

Marcada para hoje, às 7 da noite, a inauguração do velódromo na Cidade dos Esportes, na Barra da Tijuca, deixa a cidade pronta para entrar no calendário internacional do ciclismo e da patinação de velocidade. A Seleção Brasileira de Ciclismo de Pista será uma das atrações da cerimônia. A capacidade é para 1,5 mil espectadores e o comprimento médio da pista, revestida de pinho siberiano, é de 250 metros. O velódromo tem 11.431 m² de área construída e receberá também as competições de patinação de velocidade, realizada num prolongamento da pista.

terça-feira, 10 de julho de 2007

Repercussões

O Secretário municipal de Transportes Arolde de Oliveira recebeu do presidente da Fetranspor Lélis Marcos Teixeira exemplares do relatório Fetranspor e da revista Ônibus, e fotos, com reportagens em que ele participou sobre o Programa Ambiental da Fetranspor e da V Rio Transportes.

Pan em fotos no heliponto da Lagoa

A Secretaria Municipal de Transportes está apresentando ao público, nos Jardins do Heliponto da Lagoa, a exposição ´Rio PAN 2007`, com 15 fotos em back-light de Ivan Gorito. A exposição, que se estenderá até 30 de agosto, das 8 às 20 horas, mostra a magia e encantamento da cidade e a modernidade das obras realizadas para os Jogos Pan-Americanos capturadas, em ângulos especiais, pela lente de Gorito.

O Secretário municipal de Transportes Arolde de Oliveira recebeu o presidente da Associação Brasileira de Imprensa (ABI) Mauricio Azedo, na abertura da mostra.


segunda-feira, 9 de julho de 2007

Pan: só pequenos ajustes



O Secretário municipal de Transportes participou do tradicional debate na rádio 93 FM com a carateca Ciça e o deputado federal Índio da Costa. Eles responderam aos ouvintes principalmente sobre trânsito, valorização de imóveis em torno de estádios e o trabalho missionário durante o Pan, que será coordenado por Ciça, Maria Cecília, junto aos 512 atletas cristãos dos jogos.Arolde de Oliveira frisou mais uma vez a necessidade da população usar os transportes coletivos. Índio da Costa afirmou que os imóveis junto ao Autódromo Internacional valorizaram em cerca de 30% e Ciça disse esperar também troféus espirituais dos atletas.


No programa da Prefeitura no canal 7/TV Bandeirantes, Arolde também respondeu a perguntas, ao lado do Secretário Especial Rio 2007 Ruy Cesar.Segundo eles, os preparativos foram concluídos, o momento é de pequenos ajustes.O Secretário municipal de Transportes lembrou a colaboração da população, que passou no teste com a inauguração do Engenhão, dia 30 passado, aderindo ao trem e ao metrô. Tanto Arolde quanto Ruy comemoraram a inclusão do Cristo Redentor, como uma das Sete Maravilhas.

(Thereza Christina Jorge, para o site www.aroldedeoliveira.com.br, 9/07/07)

Arena Multiuso inaugurada em ritmo de festa



O Secretário municipal de Transportes Arolde de Oliveira, acompanhado de sua esposa, Yvelise, participou da inauguração da Arena Multiuso da Cidade dos Esportes, no Autódromo Internacional, na Barra da Tijuca. A festa reuniu dezenas de colaboradores do Prefeito Cesar Maia como o Secretário municipal de Obras, Eider Dantas e os deputados federais Solange Amaral e Índio da Costa. No Autódromo Internacional, administrado pela Prefeitura do Rio, foram construídas especialmente para o Pan, a Arena Multiuso, o Velódromo do Rio e o Parque Aquático Maria Lenk. Com o nome de Cidade dos Esportes, o complexo esportivo tem cerca 1 milhão m² e está localizado em um raio de 5 km da Vila Pan-americana. (Para o site http://www.aroldedeoliveira.com.br/, 9/07/07)

quinta-feira, 5 de julho de 2007

Pan: o preparo da comunidade

O Secretário municipal de Transportes, Arolde de Oliveira, em entrevista para uma série especial do telejornal RJ -TV da Rede Globo sobre os preparativos para os Jogos Pan-Americanos Rio 2007, falou sobre o sucesso das operações de trânsito no Engenhão e dos ajustes que serão feitos para a o Pan. Arolde recomendou à população a importância do uso do transporte coletivo durante os eventos. (Para o site http://www.aroldedeoliveira.com.br/, 5/07/07)

"Distritão", início inteligente da reforma política


O deputado federal Arolde de Oliveira em entrevista ao jornalista Sidney Domingues (TV JB) declarou-se um entusiasta da lei do Distritão. “É uma forma inteligente de começar a reforma política”, afirmou.

_Não entra na cabeça do eleitor a proporcionalidade. Como é que o seu candidato com 80 mil votos não entra e um com 15 mil votos entra?

Se aprovada, a lei funcionará, segundo Arolde, como uma claúsula de barreira e a partir daí, será possível progredir a reforma com a adoção do voto em lista, por exemplo, derrrotado recentemente na Câmara. A seu ver, o veto do Congresso foi sábio diante da realidade partidária (muitos partidos com “donos”, coligações, legendas de aluguel, venda de votos). “É preciso criar um mecanismo sólido de fidelidade partidária”, receitou. (Thereza Christina Jorge para o site www.aroldedeoliveira.com.br, 5/07/07)

Pan: portaria regulamenta faixa exclusiva


A Secretaria Municipal de Transportes publica hoje portaria regulamentando, a partir do dia 08/07/2007, as faixas exclusivas para os jogos Pan-Americanos. Com o objetivo de orientar os motoristas, a Companhia de Engenharia de Tráfego - CET-Rio - utilizará painéis móveis com mensagens variáveis em pontos estratégicos de modo a conscientizar a população. Também serão utilizadas faixas de orientações a todos os usuários das vias.

A Prefeitura também implantou faixas preferenciais com linhas tracejadas nas principais vias da cidade, com o objetivo de facilitar o deslocamento das delegações. Nessas faixas, os motoristas poderão trafegar, porém, a prioridade será dos veículos e escoltas dos atletas e demais componentes das equipes envolvidas nos Jogos. A participação da população na circulação viária e no respeito à sinalização e regulamentação do transito são fundamentais para o sucesso do evento. A Secretaria Municipal de Transportes, junto com os demais órgãos envolvidos na organização do PAN, estará monitorando e fiscalizando a utilização das faixas exclusivas.

No Centro de Convenções RioCidadeNova


O Secretário municipal de Transportes Arolde de Oliveira cumprimentou o Prefeito Cesar Maia pela inauguração do Centro de Convenções RioCidadeNova (Avenida Paulo de Frontin n° 1), na Cidade Nova. O espaço, que já tem 30 eventos programados para o segundo semestre, possui capacidade para até seis mil pessoas e é o mais moderno complexo de médio porte na Cidade para a realização de eventos. Para o site www.aroldedeoliveira.com.br, 5/07/07)

quarta-feira, 4 de julho de 2007

Rio Mapa para turistas


O Rio Mapa, primeiro mapa de transportes da Região Metropolitana do Rio, foi lançado no setor de desembarque da Rodoviária Novo Rio. O Secretário municipal de Transportes, Arolde de Oliveira, que representou o Prefeito Cesar Maia, elogiou a iniciativa. O mapa vem atender principalmente aos turistas e visitantes que estarão na cidade por ocasião dos Jogos Pan-americanos. Ele traz, em português e inglês, as principais alternativas de transporte público da Região Metropolitana, incluindo linhas de trem, barcas, ônibus e metrô. O folheto tem ainda informações sobre pontos turísticos e culturais da cidade e sobre os locais de competição do PAN-2007.

Motorista Cidadão forma primeira turma do Estado do Rio


O Secretário municipal de Transportes Arolde de Oliveira participou da entrega de certificados da primeira turma do programa Motorista Cidadão do Estado do Rio de Janeiro.
O Programa Motorista Cidadão (parceria da Fundação Getúlio Vargas – FGV - e Fetranspor) que visa qualificar e valorizar o profissional dos coletivos, formou a primeira turma dos alunos do Estado do do Rio, no Teatro João Caetano, no Centro, Rio de Janeiro.
O programa alcançará cerca de 100 mil motoristas de ônibus da cidade do Rio de Janeiro. Segundo estatísticas, 80% dos deslocamentos no estado município são feitos em coletivos.
Convidado para participar da entrega dos certificados, o Deputado Federal Arolde de Oliveira, que incentivou o projeto enquanto Secretário de Transportes da Cidade do Rio de Janeiro, afirmou que a parceria Rio Ônibus-FGV comprovou que as autoridades estão sensíveis à questão da cidadania, procurando de um lado qualificar motoristas e, de outro, respeitar direitos do cidadão, como o do idoso.

Presentes também, o Governador do Rio, Sergio Cabral e Julio Lopes, Secretário de Transportes do Estado do Rio

RJ-TV entrevista Arolde


O Secretário Municipal de Transportes, Arolde de Oliveira foi entrevistado pela Rede Globo de Televisão durante a inauguração do novo Terminal Alvorada, na Barra da Tijuca. Arolde falou da importância do terminal para os Jogos Pan-Americanos. De lá partirão as integrações para
os locais de competição. O novo terminal está sendo administrado pelo Sindicato das Empresas de Ônibus-Rioônibus.

Terminal Alvorada modernizado para o PAN

Vereador Jorge Mauro, Sec do Pan - Ruy Cesar, Sec de transportes - Arolde de Oliveira, Sec de transportes do estado – Julio lopes, Presidente da Rioonibus - Lelis Teixeira e o Prefeito Cesar Maia.

O Secretário municipal de Transportes Arolde de Oliveira inaugurou nesta terça-feira, dia 3, as obras de modernização do terminal rodoviário da Alvorada, na Barra da Tijuca. Elas estão a cargo do Sindicato das Empresas de Ônibus do Município do Rio (RioÔnibus), que também revitalizará os outros 24 terminais cedidos pela Prefeitura. O Alvorada será utilizado pelos passageiros dos Jogos Pan-Americanos e em todos os outros deslocamentos. Segundo o secretário Arolde de Oliveira, o local já é um cartão de visita num ponto estratégico da cidade, e sua modernização demonstra o desejo de seus novos gestores de prestarem um serviço de qualidade. Também os usuários, segundo o secretário, serão beneficiados como um terminal mais bonito, seguro e confortável. As obras começaram no final de maio e o terminal estará apto a receber uma frota de 700 ônibus de linhas regulares e especiais que passam pelo local.



Sec do Pan - Ruy Cesar, Sec de transportes - Arolde de Oliveira, Prefeito Cesar Maia e o Presisente da Rioonibus - Lelis Teixeira.

Oferecerá, também, estacionamento com 450 vagas. Está em estudos a gratuidade do estacionamento.Na primeira fase da reforma, foram reconstruídos os banheiros ( inclusive para portadores de deficiência), guaritas para policiamento e executada a melhoria do piso, além da renovação de toda parte elétrica. Do cronograma de obras, constam inovações como quiosques de alimentação, banca de jornais e revistas, postos da Prefeitura, da RioÔnibus e dos Correios.



Sec de transportes - Arolde de Oliveira, e o Presisente da Rioonibus - Lelis Teixeira.


segunda-feira, 2 de julho de 2007

Arolde na inauguração do “Engenhão”

O Secretário municipal de Transportes Arolde de Oliveira participou da inauguração do Estádio João Havelange, o Engenhão, no Engenho de Dentro, zona norte do Rio, sábado, com o jogo entre Botafogo e Fluminense. O Governador Sergio Cabral e o Prefeito Cesar Maia também prestigiaram a estréia. Cerca de 44 mil pessoas – a sua lotação é de 45 mil pessoas _ estiveram no evento que representou a pré-estréia do Pan e aprovaram as dependências do estádio mais moderno do Brasil e um dos melhores do mundo. A opção do torcedor de usar os trens para chegar ao estádio ajudou a fluir o trânsito. No domingo, centenas de pessoas se revezaram o dia inteiro para fotografar o Engenhão.

(Para o site http://www.aroldedeoliveira.com.br/ 2/07/07)


Com o Vereador Átila Nunes Neto, o Prefeito de Nilópolis Farid, o Governador Sérgio Cabral e o Secretário de Esportes Eduardo Paes

Com os Secretários Ruy Cesar de Miranda Reis e Eider Dantas


Placa Comemorativa

Vista da Arquibancada

A Banda dos Fuzileiros Navais

Secretário Arolde de Oliveira

Com o Prefeito Cesar Maia

Trens no desenvolvimento regional

O Secretário municipal de Transportes Arolde de Oliveira participou do seminário “Reordenando o desenvolvimento regional urbano”, promovido pela AD=Trem e o BNDES, sexta-feira, no auditório do banco, no Centro do Rio.

Coube ao deputado federal Arolde de Oliveira fazer a abertura sobre o tema “O trem desafogando as grandes cidades”, ao lado do Prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab e o presidente da AD=Trem, Guilherme Quintella.

A AD=Trem (Agência de Desenvolvimento de Trens Rápidos entre Municípios) tem como objetivo ressurgir no país o transporte ferroviário de passageiros, de forma moderna e eficiente, como acontece nos países desenvolvidos.

Entre seus projetos está o trem de alta velocidade Rio-São Paulo, que fará o percurso em 85 minutos e a ligação Niterói-Itaboraí, ainda em estudos. (Para o site Arolde de Oliveira, 2/07/07)