diHITT - Notícias Arolde de Oliveira: Outubro 2010

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Papa Bento 16 e as ameaças do PNDH 3

Ontem o Papa Bento XVI, atendendo solicitação dos líderes da Igreja Católica no Brasil, fez um pronunciamento límpido e oportuno sobre as ameaças à desconstrução da família e liberdades democráicas. Oportuno porque o Brasil vive um momento de decisão e a síntese do pronunciamento do Papa se refere ao conceito básico do PNDH 3 contra a vida (a favor da descriminalização do aborto) e os valores cristãos da tradição histórica brasileira (a favor da eutanásia). Deputado Arolde de Oliveira

“Quando os projetos políticos contemplam, aberta ou veladamente, a descriminalização do aborto ou da eutanásia, o ideal democrático – que só é verdadeiramente tal quando reconhece e tutela a dignidade de toda pessoa humana – é atraiçoado nas suas bases.” Papa Bento Luiz XVI

video

Em pronunciamento publicado pelo Vaticano nesta quinta-feira, o Papa Bento XVI condenou o aborto e pediu a bispos do Brasil que orientem politicamente seus fiéis. Ele afirmou que católicos devem "usar o próprio voto para a promoção do bem comum." A declaração deve ter caído como uma bomba no QG da campanha de Dilma Rousseff, pois desmonta o discurso que vinha utilizando para atacar o candidato, José Serra.



Ainda no primeiro turno, padres católicos e bispos da CNBB se posicionaram contra o voto em Dilma. Eles alegam que a candidata se "posicionou contra a vida ao defender a descriminalização do aborto" em diversas ocasiões, inclusive numa sabatina realizada pela Folha de SP que foi gravada em vídeo amplamente divulgado na Internet. Dilma também apoiou o PNDH3, o plano assinado pelo governo do PT que previa a legalização do aborto. Quando percebeu que a defesa do aborto lhe tirava votos, Dilma disse ter mudado de ideia. E a cada dia passou a ter uma posição sobre o aborto. Diferente do cristão José Serra que, como o Papa, é e sempre foi contra o aborto e a favor da vida

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Flordelis e MK dedicam CD no templo de São Gonçalo

Yvelise de Oliveira orou agradecendo o primeiro CD de Flordelis
Pr. Anderson, Índio da Costa e Arolde de Oliveira
Índio da Costa elogiou a obra do Ministério Flordelis
"Fogo e Únção" foi dedicado em culto no templo do ministério

O culto de consagração do primeiro CD da cantora Flordelis pela MK Music, "Fogo e Unção" foi dedicado no templo do ministério, em São Gonçalo, Região Metropolitana, com a presença do Deputado Arolde de Oliveira e sua esposa, Yvelise de Oliveira, a vice-presidente da empresa, Cristina Xisto, o cantor Wilian Nascimento (que fez uma participação) e Jairo Bonfim, recém contratado pela gravadora.

O candidato Índio da Costa foi à cerimônia à convite de Arolde de Oliveira. Ele elogiu Flordelis por seu trabalho, e destacou a importância de pessoas que fazem o que ela fez ao longo de sua vida com grande impacto social.

Flordelis, acompanhada da banda, cantou quatro músicas do CD. Seu marido, Pr. Anderson do Carmo, dirigiu a cerimônia. (Redação)

Legislativos estaduais debatem regulamentar meios de comunicação

Estranhamente, diversas Assembléia Legislativas de partidos que integram a base governamental tem apresentado projetos de Lei visando a regulamentação dos meios de comunicação.

Trata-se de uma proposta inconstitucional mas pela oportunidade tem um sentido político de já antecipar o debate do tema “Restrição da Liberdade de Expressão e de Imprensa” contidos no Programa Nacional de Direitos Humanos 3 (PNDH 3) do Governo Federal.

Sou veementemente contra qualquer medida restritiva à liberdade de imprensa e de expressão, o que significaria o início da implantação de um sistema político ditatorial.

Deputado Arolde de Oliveira

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

GPP: diferença Dilma-Serra é de cinco pontos


Pesquisa com 4 mil eleitores, realizada entre 23 e 25 de outubro.

1. Dilma 46% (cresceu 4 pontos em relação ao primeiro turno em votos totais). Serra 41% (cresceu 11 pontos em relação ao primeiro turno).

2. SUL: Serra 53% e Dilma 35%. Diferença de 18 pontos. SUDESTE: empate 43% a 43%. NORDESTE: Dilma 57% a 31%. Diferença de 26 pontos. \ NO-CO: Dilma 49% e Serra 42%. Diferença de 7 pontos.

3. Na análise deste Ex-Blog, de segunda-feira, se supunha uma diferença a favor de Dilma no Nordeste de 30 pontos e um empate no NO-CO. Agregando NE-NO-CO, o resultado GPP é igual à hipótese de segunda-feira.

4. Na análise deste Ex-Blog, de segunda-feira, se supunha uma diferença a favor de Serra de 15 pontos no SUL que está sendo ultrapassada. E uma diferença maior que 10 pontos no Sudeste. Corrigindo pelos dados do SUL, há uma diferença a ser coberta de 10 pontos no Sudeste.

5. No total, Brancos e Nulos somam 13 pontos. No RJ, os brancos e nulos somam 18 pontos e em MG somam 16 pontos. Portanto, uma margem para redução. E ainda a abstenção que estará na faixa dos 20% e cuja origem é múltipla. A abstenção está contida na pesquisa. Sendo assim, serão eleitores que deixarão de votar, cuja tendência é imprevisível na faixa de 3 a 5 pontos.
(Ex-Blog do Cesar Maia)

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Candidato Serra visita obras do Maracanã

Recursos para a Copa e as Olimpíadas

Arolde participou dos estudos para o Caderno de Encargos da Copa 2014
O presidente do DEM, Deputado Rodrigo Maia e Deputado Arolde de Oliveira

Muito importante a visita de José Serra às obras do Maracanã, ícone do futebol mundial e que será o carro-chefe da Copa do Mundo de 2014. Importante porque com a esperada eleição do novo Presidente, ele estará com prometido com a liberação de recursos para dar continuidade às obras previstas no Caderno de Encargos da Copa bem como das Olimpíadas 2016.

Deputado Arolde de Oliveira

Relator não acredita na votação da PEC 300 neste ano

O relator da PEC 300/08, deputado Major Fábio (DEM-PB), não confia na votação do texto ainda neste ano. A proposta de emenda à Constituição que cria o piso nacional de policiais militares e civis e de bombeiros militares foi aprovada em primeiro turno em julho e, desde então, os profissionais aguardam votação em segundo turno para que o texto seja encaminhado ao Senado. Descontentes com os adiamentos, chegaram a se confrontar com as equipes de segurança da Câmara. Agora, apesar da garantia do líder do governo no Congresso, deputado Gilmar Machado (PT-MG), de votar a PEC logo após as eleições, Major Fábio prefere não criar expectativas.
"Já fiz esse prognóstico não sei quantas vezes. Até o presidente prometeu não sei quantas vezes e não cumpriu. Então, agora, para dizer que vai votar é muito difícil. Quando se fala em pagar trabalhador, tem essas dificuldades. Se encontra logo uma brecha na Constituição para dizer que é inconstitucional", reclama. (Agência Câmara/Redação)

Projeto incentiva contratação de pessoas com mais de 40 anos

Tramita na Câmara o Projeto de Lei 7115/10 que concede incentivo fiscal a empresas que contratem pessoas em seu primeiro emprego ou trabalhadores com 40 anos ou mais. Pela proposta, essas empresas ficarão autorizadas a deduzir, da base de cálculo do Imposto de Renda, 25% a mais dos custos decorridos da contratação.

De acordo com o texto, quem tem mais dificuldade para arrumar emprego atualmente são pessoas inexperientes ou mais velhas. O projeto defende que um incentivo fiscal “simples e direto” ajudará a mudar essa situação. “Por meio do projeto, barateia-se a mão de obra desses segmentos e incentiva-se o empresário”, afirma o texto.

Agência Câmara/Redação

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Caminhada em Copacabana pelas liberdades democráticas

Os deputados Otávio Leite e Arolde de Oliveira ontem na caminhada pró Serra
Milhares de pessoas participaram da manifestação
Arolde de Oliveira e Índio da Costa

De capacete em defesa das liberdades democráticas

A caminhada do bem em Copacabana ontem de manhã foi a manifestação plena das liberdades democráticas que desfrutamos no nosso país. Cidadãos de todos os recantos do Rio de Janeiro e políticos de todo o Brasil, comprometidos com a preservação destas liberdades, estiveram reunidos e reafirmando em seus discursos o apoio em torno da candidatura de José Serra-Índio da Costa.

Sabemos que a disputa está acirrada e desigual, uma vez que o governo usa a própria máquina pública para angariar votos para a sua candidata.

Vamos fazer mais um esforço nesta reta final para a vitória incontestável da democracia com José Serra 45.

Deputado Arolde de Oliveira

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Câmara dos Deputados realiza sessão com estudantes

Aprendizado da cidadania

Cerca de 300 crianças e adolescentes participam de sessão mirim promovida pela Câmara dos Deputados nesta quinta-feira (21). Esta é a quinta edição do Câmara Mirim, evento que reúne alunos entre o 5º o 9º ano do ensino fundamental em uma sessão simulada. Para se inscrever, os estudantes apresentaram um projeto de lei que foi analisado por técnicos da Câmara. Dentre as 857 propostas recebidas, três foram escolhidas: Obrigatoriedade do uso de cadeirinhas para crianças em ônibus (Lorena Gomes Mendes Rezende - Sobradinho-DF); construção de canis de adestramento para cães-guia (Milena Rodrigues Azevedo da Silva e Maria Carolina Sardinha Rodrigues - Campos dos Goytacazes - RJ); e a Instalação de bicicletários em prédios e áreas públicas (Patrícia Bezerra da Rocha - João Ramalho - SP)

Agência Câmara/Redação

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Pastores do Comerj no Apascentar de Nova Iguaçu

Pastores do Comerj no café e culto no Apascentar de Nova Iguaçu
Pr. Marcio Valadão, da IB Lagoinha, foi o pregador
Arolde e o Pr. Valadão
O Presidente do Comerj, Pr. Marcos Gregório, de terno cinza

O Ministério Apascentar de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, foi a sede do café de pastores promovido pelo Conselho de Ministros Evangélicos do Rio de Janeiro (Comerj), na quarta-feira passada. O Deputado Arolde de Oliveira este presente e participou do culto. Coube ao Pr. Marcio Valadão, da Igreja Batista da Lagoinha, em Belo Horizonte, ser o preletor. Ele pregou com um texto do livro de Êxodo sobre a necessidade do contínuo fortalecimento espiritual, principalmente por parte dos ministros.

O Presidente do Comerj, Pr. Marcos Gregório, é o líder do Ministério Apascentar de Nova Iguaçu. (Redação)

Manifesto em defesa da Democracia

video

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Desespero

O desespero da candidata Dilma ultrapassou todos os limites da racionalidade. Vejam o absurdo da sua militância, agredindo o adversário José Serra no exercício de sua liberdade democrática de divulgar sua candidatura na via pública.

Imaginem se esta senhora ganha a eleição, o que poderá ocorrer aos seus adversários?

Vamos à vitória com a dignidade, honorabilidade, sensatez, competência e com o espírito de liberdade do povo brasileiro: José Serra.

Deputado Arolde de Oliveira

Arolde de Oliveira cumprimenta Índio da Costa

Parabéns, Índio da Costa, parabéns pelos 40 anos e representar esperança para o Estado do Rio de Janeiro e o Brasil.
Hoje é o teu aniversário e formulamos os melhores votos de felicidade, pedindo a Deus que abençoe também seus projetos de esperança para o nosso país.
Um homem aos 40 anos é o jovem com maturidade suficiente para representar nossa esperança no futuro.
Deputado Arolde de Oliveira

Índio da Costa faz 40 anos hoje

Embora falante em eventos de campanha, o candidato a vice-presidente na chapa do tucano José Serra (PSDB), Antônio Pedro de Siqueira Indio da Costa (DEM) é apontado por amigos como um homem reservado na vida pessoal e, hoje em dia, avesso a badalações. Nesta quarta-feira, Indio completa 40 anos e, de acordo com assessores próximos, não vai haver festa. “Ele não vai fazer nada pessoal para comemorar seu aniversário, só vai trabalhar”, diz um colaborador.
A “festa” de 40 anos de Indio da Costa será um jantar às 17h30. O evento foi marcado na churrascaria Porcão Rio’s, no Aterro do Flamengo. “O Indio não gosta desse negócio de comemoração. Esse evento organizado por lideranças do DEM e do PSDB, vai ser um encontro político”, conta um funcionário da equipe. Atendentes da churrascaria disseram que nenhum bolo foi encomendado até esta terça-feira (19).
O ex-prefeito Cesar Maia (DEM), padrinho político do candidato, afirma que ‘será um ato pró-Serra’. “Meu presente de aniversário será meu voto para ele e para Serra”, conta Maia, que comparecerá ao local acompanhado de lideranças do partido como seu filho, o deputado Rodrigo Maia – um dos poucos amigos próximos de Indio –, o deputado Arolde de Oliveira (DEM), e do vereador Eider Dantas (DEM).
IG/Informativo Rio

TRE-RJ vai diplomar eleitos no Teatro Municipal

O Teatro Municipal do Rio de Janeiro, na Cinelândia, foi o local escolhido pelo TRE-RJ para a diplomação dos eleitos em 3 de outubro. Deputados estaduais e federais, senadores e suplentes, governador e vice, recebem o diploma das mãos do presidente do TRE-RJ, desembargador Nametala Jorge, no dia 16 de dezembro, às 14 horas, na cerimônia que representa a última etapa do processo eleitoral. O passo seguinte, a condução da solenidade de posse dos políticos, é uma atribuição do Poder Legislativo. (Informativo Rio)

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Conversa para iludir

Em reunião com algumas lideranças evangélicas, a candidata do PT se comprometeu a assinar carta aberta afirmando que, caso seja eleita, não enviará ao Legislativo “projetos de Lei que impactem as religiões”.

Conversa para iludir. Isso ou nada é a mesma coisa. A candidata oficial precisa se comprometer de público, também, que vetará, isto é não sancionará, projetos dessa natureza, caso sejam aprovados pelo Congresso, onde o PT e aliados terão maioria constitucional para votar e aprovar qualquer lei.

Se é mesmo para valer, o Presidente pode revogar, ele mesmo, o Decreto 7037 de dezembro de 2009, que aprovou o PNDH 3.

Deputado Arolde de Oliveira

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Indio da Costa, vice de Serra, se reúne com aliados para traçar estratégia de campanha no Rio

Índio da Costa convidou Arolde para coordenar a mesa


Arolde de Oliveira associou o PNDH 3 à candidata Dilma Roussef

RIO - O candidato a vice-presidente na chapa tucana, Indio da Costa (DEM), realizou na manhã desta quarta-feira um encontro com lideranças políticas da coligação para traçar estratégias para a campanha de José Serra (PSDB) no estado. Indio, que evitou ataques diretos à adversária Dilma Rousseff (PT), afirmou que votar em Serra "é votar na liberdade de expressão".

- Segundo turno é outra eleição. Votar no Serra é votar na liberdade de expressão - afirmou ele, pedindo ainda para que os aliados convençam a classe média fluminense a não viajar no feriado prolongado de Finados, no dia de 2 de novembro, véspera da eleição.

Indio defendeu ainda as Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) e uma união com o governo do estado do Rio, que apoia a candidatura de Dilma. O candidato a vice disse ainda que, caso eleito, Serra garantiria saneamento básico para toda a Baixada Fluminense.

A ofensiva ficou por conta do deputado federal reeleito Arolde de Oliveira (DEM) que pediu aos presentes para relacionarem as polêmicas do Programa Nacional de Direitos Humanos (PNDH-3) às propostas de governo de Dilma. Segundo Oliveira, o PNDH-3 agride a democracia e restringe a liberdade de imprensa.

- O programa possui projetos que contrariam a nossa vocação democrática, desmoraliza os valores cristãos, cria uma ditadura de Estado, e massacra e desconstroi a família - apontou o deputado.

O ex-prefeito Cesar Maia (DEM), o presidente regional do PSDB, José Camilo Zito dos Santos, e o candidato derrotado ao governo do Rio, Fernando Gabeira (PV), não compareceram ao evento. (O Globo Online)

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Tucanos acertam com evangélicos estratégia para difundir Serra entre os fiéis

"Conseguimos uma virada no primeiro turno e não queremos que essa onda cristã seja interrompida. Existem muitos católicos e evangélicos que votaram na outra candidata e ainda não perceberam o risco que correm. Vamos alcançar agora esse eleitorado que está com ela - afirmou o deputado Arolde de Oliveira (DEM-RJ), que participou da reunião convocada por Indio e é um dos colaboradores de Serra na cruzada pelo voto dos cristãos. - Temos que alertar as pessoas que votaram nela sobre os riscos que o programa de governo do PT representa para a liberdade de expressão."
Trecho da entrevista do Deputado Arolde de Oliveira ao O Globo que saiu publicada hoje, com o título "Tucanos acertam com evangélicos estratégia para difundir Serra entre os fiéis", também no Globo Online.



Candidata Dilma quer indenização pelos tempos em que militou na guerrilha armada

A candidata Dilma Rousseff(PT) está movendo um processo contra o Estado brasileiro. Ela está requerendo indenização pelos tempos em que militou na guerrilha armada, tentando implantar o comunismo no Brasil. Enquanto esteve na guerrilha, o grupo guerrilheiro do qual participava ativamente assassinou soldados, praticou atentados à bomba, roubou cofres, sequestrou. Desde 2002, Dilma está processando o Estado. O processo já teve 23 movimentações. Agora chegou ao gabinete do Presidente Lula.
Confira: http://portal.mj.gov.br/anistia/data/Pages/MJDC5E093DPTBRNN.htm
e digite 2002.01.13016 e o nome Dilma Vana Rousseff (InformativoRio)

Assumindo a sua história

É triste vermos num país como o Brasil, a candidata oficial que não assume a sua história. Ao contrário, ela agora é uma nova convertida. A favor da vida e da família. Ela não assume que no final da década de 60 e na de 70, foi terrorista, praticou assalto e seqüestro. Ela é a favor do aborto. Ela é marxista e como tal é atéia; não crê em Deus nem nos valores cristãos. Agora, qualquer mentira é válida para enganar o povo.

Deputado Arolde de Oliveira

A Constituição Cidadã não foi assinada pelo PT

Como constituinte tenho muitos artigos que fazem parte do texto constitucional de 86. Entretanto, lembrei-me que o PT não assinou a Constituição Cidadã em 88, ou melhor, a então deputada Beth Mendes assinou mas, em seguida, deixou o partido. Agora, é este mesmo PT que terá maioria constitucional e poderá propor emendas à Constituição que não assinou.Portanto, votar na candidata oficial significa empurrar o Brasil para uma ditadura. Devemos fazer um movimento para salvar o Brasil de uma ditadura.

Deputado Arolde de Oliveira

PNDH 3

Sugiro que vocês voltem a ver o DVD que distribuímos com reportagens dos telejornais mostrando as armadilhas da 3ª versão do Plano Nacional de Direitos Humanos (PNDH 3). São mais de 500 artigos, e entre os que abordam os Direitos Humanos, encontramos absurdos como a proibição de símbolos religiosos, a censura aos meio de comunicação, a descriminalização do aborto, a descriminalização da maconha, união estável de pessoas do mesmo sexo, entre outros.

Deputado Arolde de Oliveira

Agradecimento

Desejo inicialmente agradecer pela eleição e pelos votos limpos que vocês me deram. Limpos porque frutos de uma decisão espontânea, ou a partir de uma liderança. Não foi resultado de comércio eleitoral, veio da consciência. Agradeço a Deus, em primeiro lugar, a vitória estrondosa, e aos meus eleitores.

Gostaria de aproveitar o momento para chamar a atenção para o fato de que o PT não tem qualquer compromisso com esta Constituição porque ele não a assinou. E após as eleições de 3 de outubro, o partido terá maioria constitucional no Congresso, isto é, na Câmara e no Senado. Isto significa que a sua candidata pode propor qualquer coisa que terá a sua aprovação.

Deputado Arolde de Oliveira

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Bolívia: medidas restritivas à liberdade de imprensa

Seguindo os exemplos de Chávez e de Correa, a Bolívia poderá estar às vésperas de implantar medidas restritivas à imprensa, por meio da chamada Lei Antirracista. Diante do clamor da população e das organizações da imprensa, Morales determinou modificar alguns artigos do respectivo projeto, sobretudo o 23, que “criminalizava” jornalistas, comunicadores e proprietários dos meios de comunicação social, mas manter intacto o artigo 16, que prevê o fechamento de empresas da mídia que difundam “ideias” racistas e discriminatórias. Com toda a subjetividade que tais conceitos incorporam numa população que é 70% indígena. Quando se criticar alguém Evo Morales dirá que é preconceito com os quechuas aymaras. (Do Ex-Blog do Cesar Maia)

Deputados questionam limites das atribuições de cada poder

Duas decisões recentes do Supremo Tribunal Federal (STF) que mudam leis aprovadas pelo Congresso fizeram ressurgir o debate sobre o limite das atribuições dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário.

No mês passado, o STF liberou os juízes para sentenciar traficantes com penas alternativas, derrubando probição contida na Lei Antidrogas (11.343/06). Às vésperas da eleição, o STF derrrubou a obrigatoriedade de o eleitor apresentar dois documentos para votar, prevista na Lei 12.034/09. Além disso, o tribunal discute a validade da Lei da Ficha Limpa para as eleições deste ano.

Para o deputado João Campos (PSDB-GO), o Judiciário praticamente legisla em suas decisões. Ele citou o caso da súmula vinculante que disciplinou o uso de algemas somente em casos excepcionais, quando há ameaça concreta à segurança alheia. A decisão foi tomada com base em um único caso e se tornou precedente jurídico para todas as situações.

“É uma inversão de papéis. Daqui a pouco, alguém é preso pela polícia, o judiciário demora a julgar e é a Câmara quem dará a sentença?”, questionou o parlamentar. Segundo ele, o ativismo judicial vem mais da necessidade de afirmação do Judiciário junto à sociedade do que por outras circunstâncias, como uma crise de funcionalidade do Legislativo.

Para o Deputado Arolde de Oliveira, a aprovação da lei de iniciativa popular contra candidaturas de fichas-sujas , terá o papel de revalorizar o Congresso. Ele diz porque:

“Repõe o Congresso Nacional, como representante do povo brasileiro (Câmara) e dos Estados da Federação (Senado), nas suas atribuições de produzir leis sintonizadas com os anseios nacionais, coisa que muito raramente tem ocorrido por longos anos.
- Retoma do Poder Judiciário o hábito de legislar em matéria eleitoral, quando interpreta que há omissão do Poder Legislativo pelo simples desejo de modificar ou acrescentar dispositivos às leis e regulamentações vigentes.
- Fortalece a importância da participação popular no processo legislativo, exercitando um dos aspectos mais positivos da Constituição de 1988.
- Dá um importante passo na direção de uma reforma político-eleitoral que o povo brasileiro tanto aspira.
- Cria uma oportunidade ímpar no processo de votação nominal, pois trata-se de Lei Complementar, para o povo brasileiro conferir o posicionamento de seus representantes na Câmara dos Deputados.” (Redação/Agência Câmara)

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

A “onda cristã” resultou no segundo turno

O Deputado Arolde de Oliveira afirmou que foi a “onda cristã” e não a verde que proporcionou o segundo turno da eleição presidencial, ao comentar os resultados de domingo passado, na reunião com o candidato à vice-presidência da República Índio da Costa (DEM), a esposa do presidenciável José Serra (PSDB), Mónica Allende Serra, e líderes evangélicos em São Paulo, hoje de manhã.

“Não houve nenhuma “onda verde” na eleição presidencial; o que ocorreu foi a migração para a candidatura de Marina Silva dos cristãos preocupados com o programa de governo da candidata oficial (PNDH 3)”, declarou o deputado federal.

Convidados por Arolde, integravam a comitiva carioca os pastores Sócrates Oliveira (Executivo da Convenção Batista Brasileira), Rafael Daróz de Almeida (Executivo da Convenção Batista Nacional), Marcos Gregório (Executivo do Ministério Apascentar) e Lécio Dornas (Executivo da Ordem dos Pastores Batistas do Brasil). (Redação)

TV católica Canção Nova exibe sermão contra voto em Dilma

Laryssa Borges - Terra - Direto de Brasília


Brasília - Em meio à polêmica sobre as políticas da candidata do PT à presidência, Dilma Rousseff, em relação a tabus religiosos, como o aborto, a TV Canção Nova, que transmite programação da Igreja Católica, exibiu na manhã desta terça-feira um sermão ao vivo em que o padre José Augusto pede que os fiéis se mobilizem e não votem na presidenciável petista no segundo turno. A explicação do religioso - e ele informa ter recebido reclamações de fiéis - é que o PT é a favor da interrupção de gestações indesejadas. Os boatos sobre posições da ex-ministra da Casa Civil diante de eleitores religiosos, em especial os pentecostais, são apontados por aliados como uma das causas para que a candidata não tenha liquidado o processo eleitoral no primeiro turno, em 3 de outubro."O que tem me agitado são muitos e-mails que eu tenho recebido. E a questão é essa da eleição. E eu não posso deixar de falar também porque eu sou sacerdote de Nosso Senhor Jesus Cristo. Diante de tantos pastores se pronunciando, diante de tantos bispos se pronunciando, nunca vi uma eleição tão agitada como essa, nunca vi. Tenho 44 anos de idade e nunca vi uma eleição tão agitada. Por que de tanta agitação? Porque os rumos da nação brasileira estão prestes a mudar, e eles poderão mudar para o pior, para o lado pior se nesse segundo turno - eu vou falar com clareza - se o PT ganhar", disse o sacerdote aos fiéis."Podem me matar, podem me prender, podem fazer o que quiser. Não tenho advogado nenhum. Podem me processar e, se tiver de ser preso, serei. Não tem problema, mas eu não posso me calar diante de um partido que está apoiando o aborto, e a Igreja não aprova. Não votei e não votarei. Deixando bem claro, porque sou a favor da vida. Estou agitado porque não é possível que os cristãos estejam tão alheios à situação, preocupados apenas com seu trabalhozinho, com seu emprego, com suas coisas, sabendo que o PT está querendo aprovar leis aonde o sacerdote não pode se pronunciar, aonde o sacerdote não pode falar, aonde os meios de comunicação religiosos só vão ter uma hora de programação", completou o padre, que se posicionou de forma contrária ainda ao casamento homossexual."Chega de sermos católicos mornos, frios e medrosos. Até atores e atrizes estão se pronunciando com medo do que pode vir no futuro, como é que nós ficamos assim como se nada estivesse acontecendo, na boa, com medo de perder isso, de perder aquilo. Que se perca tudo. Só não podemos perder Jesus Cristo na nossa vida", afirmou o padre José Augusto.Na campanha da petista Dilma Rousseff, o sermão exibido na Canção Nova foi tema de reuniões nesta terça. O assunto é tratado com cautela por conta do risco de, ao condenar a homilia do sacerdote, a ex-ministra seja taxada como favorável à censura. Em todo caso, um "grupo de diplomacia" deve ser acionado para abafar a propagação de mensagens de que Dilma seria contra o aborto.Depois de o sermão do padre José Augusto ter ido ao ar, o fundador da Comunidade Canção Nova, Monsenhor Jonas Abib, divulgou nota em que pede desculpas por "qualquer excesso" e afirma que a TV "não vê cada candidato por suas bandeiras, mas os acolhe como filhos amados de Deus"."Cada fiel deve votar de acordo com suas convicções e com a doutrina social da Igreja. Para este tempo, peço a cada um oração e silêncio. Acolhamos a todos. Rezemos para que eles possam conhecer a verdade. A Canção Nova não apoia candidatos ou partidos. Acolhe a todos. Por fim, peço em nome da Canção Nova, perdão por qualquer excesso. Nosso objetivo é promover o amor, nosso carisma maior", afirma na nota o fundador da TV, que teve a mensagem veiculada no rádio, TV e na internet.De acordo com a assessoria da Canção Nova, a orientação da emissora é não apoiar nenhum candidato e também não fazer "trabalho contra" qualquer presidenciável.

Indio se reúne com líderes evangélicos para assegurar apoio

O candidato à vice-presidência da República Indio da Costa (DEM) participa hoje (6), junto com a esposa do presidenciável José Serra (PSDB), Mónica Allende Serra, de um encontro com 30 líderes evangélicos em São Paulo. Entre os participantes estão líderes da Convenção Batista Brasilieira, da Convenção Batista Nacional, do Ministério Apascentar de Nova Iguaçu e da Assembléia de Deus que apoiaram Serpa. O Deputado Arolde de Oliveira também está presente. Uma igreja evangélica importante não participará do encontro nesta quarta - a Universal do Reino de Deus, que apoia declaradamente a candidata petista Dilma Rousseff. (Blog InformativoRio).

terça-feira, 5 de outubro de 2010

Culto da 93 FM faz ação de graças pela vitória nas urnas

Pr. Marco Antonio ora com o pregador da noite, Pr. Neil Barreto
A Comunidade Evangélica da Zona Sul completamente cheia
Yvelise e Arolde de Oliveira no culto da 93 FM e da vitória

O culto de outubro da 93 FM coincidiu com o dia do resultado das eleições e a celebração acabou se transformando também em ação de graças pela vitória do Deputado Arolde de Oliveira para o oitavo mandato na Câmara dos Deputados. Sua esposa, Yvelise de Oliveira, emocionou os presentes na repleta sala da Comunidade Evangélica da Zona Sul, no Flamengo, Zona Sul do Rio. Ela falou que a vitória tinha trazido alegria à sua casa, depois do luto.

O Pr. Marco Antonio Peixoto ganhou um abraço especial do Deputado Arolde que reuniu as equipes da MK Music, 93 Fm e do seu escritório no Rio de Janeiro para agradecer a Deus.

O pregador da noite foi o Pr. Neil Barreto, da Igreja Batista Betânia. No louvor, os cantores Arianne, Emerson Pinheiro e Fernanda Brum da MK Music. (Redação)

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Arolde de Oliveira comenta sua vitória

Deputado Arolde de Oliveira e sua equipe do Rio.


O Deputado Arolde de Oliveira recebeu, segundo o TSE, 99.457 votos de todo o Estado do Rio. Ele fez a seguinte declaração sobre a vitória que lhe deu o primeiro lugar da coligação e a décima terceira colocação dos candidatos eleitos no estado para a Câmara dos Deputados. Na foto, com a equipe do seu escritório no Rio de Janeiro.

"Fico muito feliz com o resultado da eleição, uma vez quer fiz uma campanha limpa, transparente e focada no voto de qualidade.

Tive um resultado além das expectativas e dou graças a Deus por isso. Contudo essa é a primeira etapa. O outro motivo de alegria é a realização do segundo turno para a eleição presidencial. Precisamos continuar com o mesmo discurso, em defesa dos princípios cristãos, dos valores éticos e morais e da Democracia."

Deputado Arolde de Oliveira

sábado, 2 de outubro de 2010

Cesar Maia: Internet eleitoral aparece, de baixo para cima

1. Este Ex-Blog já havia comentado sobre o fracasso das candidaturas presidenciais no uso da internet nesta eleição. Todos falavam tanto em Obama e nada disso ocorreu. Provavelmente, porque os candidatos presidenciais e suas equipes íntimas ainda não entenderam que a internet é interativa e dinâmica, em que todos são produtores de conteúdo.

2. Mas já nos últimos 30 dias, a internet surge como poderoso elemento indutor de voto. Não pelas candidaturas, mas pelo movimento realizado a partir da base, de redes sociais, de redes pessoais. E o tema central foram os Valores Cristãos, que impulsionaram uma transferência de intenção de votos de Dilma a Marina e uma projeção para o segundo turno. Alguns vídeos ganharam destaque, como o do Pastor Piragine, que chega a 3 milhões de entradas no YouTube.

3. A força dos fluxos foi de tal ordem que Dilma teve que fazer uma reunião extraordinária com líderes religiosos para dizer que não disse o que disse e que as redes difundiam pela internet. Lula foi à TV e gravou comercial para os dois últimos dias, substituindo a Dilma para dizer que ela não disse o que havia dito e que ele não sabia do PNDH-3 que ele assinou e publicou como decreto no Diário Oficial.

4. Nem os escândalos planaltinos produziram tamanha mobilização, apesar do destaque nas TVs, Rádios e Jornais. O que mexeu mesmo com esta eleição, e pode garantir um segundo turno, foi a força da internet a partir das bases. O debate na TV Globo, onde os candidatos poderiam ter aproveitado fluxos e tendências através do jogo segurança-insegurança, com teses e ideias suas e de seus adversários, foi inócuo, lerdo, passivo e sonolento.

5. Restaram os mesmos fluxos anteriores, multiplicados pela internet e com o mesmo tema: Valores Cristãos. A "agenda" da campanha, tão buscada para contrabalançar a agenda da continuidade de Lula, foi identificada e potencializada pelas redes sociais e pessoais na internet. Com enorme interação e multiplicação. Vindo o segundo turno, ele certamente terá vindo pela força da internet. Claro..., usada adequadamente, e pelos próprios internautas.

(Do Ex-Blog do Cesar Maia)

Dilma perde voto entre eleitores evangélicos, segundo o Ibope

Dilma Rousseff (PT) perdeu votos particularmente entre os eleitores evangélicos durante o mês de setembro e, no mesmo período, sua rejeição nessa parcela do eleitorado aumentou mais de 50%. Segundo pesquisas do Ibope, Dilma tinha 49% entre os eleitores evangélicos no final de agosto. No dia 23 de setembro, caiu para 42%, abaixo dos 50% que o instituto registrou para ela no total da população. E sua rejeição nesse segmento, que era de 17%, subiu para 28%. José Serra (PSDB) e Marina Silva (PV) se beneficiaram com esse deslocamento.

A intenção de voto do tucano entre os evangélicos saltou de 21%, no dia 26 de agosto, para 31% em 23 de setembro (tinha 28% no total da população, segundo o Ibope). Marina, por sua vez, passou de 13% para 18%, contra 12% no total.De acordo com o levantamento do Ibope, os evangélicos representam 20% do eleitorado brasileiro. Isso significa que os sete pontos perdidos por Dilma nesse segmento representam 1,4 ponto no total da população (margem de erro de dois pontos).

Em uma eleição como a deste ano, pequenas oscilações podem definir se haverá ou não segundo turno. Por essa razão, Dilma convocou reunião de emergência com líderes religiosos para tentar estancar a sangria eleitoral. (Extraído da Folha Online/Redação)

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Arolde ao O Dia: “Por que sou candidato”

Economista e especialista em telecomunicações, Arolde de Oliveira busca o oitavo mandato na Câmara Federal. Aos 73 anos, ele se mostra um opositor ao Programa Nacional dos Direitos Humanos (PNDH3), proposto no atual mandato do presidente Lula.
1. Por que o senhor quer se eleger novamente deputado federal?
- Já cumpri sete mandatos, mas estou tentando o oitavo porque ainda tenho muita coisa a fazer. Uma delas é fazer oposição ao PNDH3, que é uma grande afronta à democracia, principalmente quanto à questão da liberdade de imprensa. Quero também aprimorar os sistemas de fiscalização do governo.
2. O que o senhor, que é um especialista em telecomunicações, pretende fazer pelo setor?

- Vivemos um momento muito importante das comunicações, onde precisamos universalizar os meios. Uma das prioridades para os próximos anos, é melhorar os serviços de telefonia fixa, o que é primordial para a expansão da internet em banda larga. Quero que todo lar brasileiro tenha acesso à grande rede de computadores.
3. Onde mais pretende atuar?

- Quero reivindicar a reforma tributária. Temos que aumentar a base de arrecadação, mas reduzindo os impostos, que estão absurdos atualmente. (Caderno de Eleições 2010/O Dia – Pág. 36 – Coluna Por que sou candidato)